Creio que não existe nada de mais belo, de mais profundo, de mais simpático, de mais viril e de mais perfeito do que o Cristo; e eu digo a mim mesmo, com um amor cioso, que não existe e não pode existir. Mais do que isto: se alguém me provar que o Cristo está fora da verdade e que esta não se acha n'Ele, prefiro ficar com o Cristo a ficar com a verdade. (Dostoievski)

FAÇA COMO EU: VISITE O BLOG DELES, E SIGA-OS TAMBÉM! :)

17 de out de 2007

Querido Alysson,

Sobre seu comentário... O Davi, definitivamente, não é bagunceiro. Eu faço mais bagunça do que ele! Ele até desarruma seus brinquedos, brinca, se diverte, mas depois arruma tudinho, coloca cada coisinha em seu lugar.
.
Bom, vou falar disso primeiro pra você entender melhor o acontecido de hoje: eu amo ficar em estado "alfa"... Isso quer dizer acordar, mas não acordar. Então, às 7h eu até estou meio consciente, mas fico navegando, sonho... É uma das coisas que eu mais gosto de fazer. Fico até às 10h, mais ou menos, na cama, aí me levanto e bem devagar faço meu café (de manhã tudo tem que ser assim, devagar, em silêncio e em paz). Não tenho essa de acordar e ir direto pro chuveiro, a não ser quando eu realmente preciso acordar.

Estes dois últimos dias dormi na casa da mamãe, por conta do Davi. Há muito, muito tempo não via minha mãe feliz assim, também. Desde que meu irmão, Paulo, morreu, no dia 1º de janeiro de 2002, ela entrou em um luto dolorido, durante uns três anos só usou preto, só chorava... Dia das Mães, Natal e Ano Novo eram datas de luto. Sem contar o aniversário do Paulo, 7 de abril. Fico feliz ouvindo minha mãe cantar pro Davi dormir. E ele é fã da mamãe, também, tudo agora é "vovó Dite" (minha mãe se chama Edite).

Pois bem, hoje estava no meu quarto, na casa da mamãe, e às 6h (vi no relógio) ouço a vozinha do Davi e depois a da mamãe. Delicadamente fecho a porta do quarto... E começo meu estado "alfa". Tranqüiiila... Todo mundo acordado e eu lá, feliz, aproveitando. Lá pelas 9h30 eu ouço um barulhinho e vejo o trinco lentamente se mover. O Davi já alcança o trinco, e sabe abrir a porta. Pois bem, ele entrou no meu quarto e disse, com muita autoridade na voz: "Chega de preguiça!" Não gritou, não foi agressivo (ele nunca é agressivo), apenas foi firme. Olhou nos meus olhos e disse isso mesmo, lá da porta: "Chega de preguiça!". Minha mãe, que estava no quarto dele, ouviu e veio logo. Ela começou a rir e eu disse que só acordava com um beijinho. Fechei os olhos, ele veio e me deu um beijinho. Aí acordei mesmo, não teve jeito. Até porque a situação era tão inusitada...

Bom, é claro que esse comportamento ele aprendeu. E foi com a Paula, minha irmã, mãe dele. Não vejo o Marcelo dizendo isso, mas a frase é a cara da Paula. Eu e a Paula somos bem diferentes, apesar de eu ser apenas um ano e meio mais velha que ela. A Paula é muito disciplinada, meio militaresca, tem uma visão política à la PSDB, é superorganizada etc. É bióloga, fez mestrado em São Paulo e hoje trabalha como perita no Ministério Público da União. Resolveu fazer Direito, à noite. O Marcelo, pai do Davi, é outro disciplinado. É médico, estuda muito, fez especialização, trabalha muito etc. É claro, o Davi só poderia ser uma pessoa disciplinada, organizada e educadíssima. Sabe pedir por favor, agradece, diz quando quer fazer xixi ou cocô, faz questão de dar descarga e lavar as mãos e... quando a gente sai de algum lugar ele diz: "Apaga a luz!". É uma coisinha linda, ao mesmo tempo, porque é pequenininho, lindinho, alegre, docinho...

Essa de hoje de manhã foi demais! Nunca vou me esquecer... Eu lá, no meu dolce far niente, e o Davi entra e diz: "Chega de preguiça!" A Paula deve dizer isso pra ele, é claro...

Pode crer, Alysson, o Davi não é desorganizado. Desorganizada sou eu!

Abraço,

3 comentários:

Dos dois lados do Equador disse...

Puxa, gostei tanto desse texto.

Doce, suave, tranquilo, meio "alfa", meio zen.

E é emocionante ver sua mãe sentindo-se tão bem com um tiquinho de gente.

Paz pra vcs.

E bjão,

Alysson Amorim disse...

Oi Maya,

Que delícia! Que leveza!

Então a bagunceira é você?! Olha que isso pega, hein?! O Davi vai sair daí irreconhecível. =)

Fico contente em saber que a mamãe está feliz. Uma mãe sempre deve estar feliz e nunca deve partir: com o Drummond, não entendo porque Deus não legislou ainda neste sentido: que as mães sejam seres eternos!

Bjoka.

Maya disse...

É, amigos Vando e Alysson, a bagunceira sou eu, amém!

O Davi hoje tava chatinho... com sono, queria a mãe dele... Até chatinho ele é lindo, é tudo lindo. Me deu uma mordida! Punição: cócegas até que ele ficasse sem fôlego.

Pois é, minha mãe está no nirvana...

Bjos!!! Amo vocês!

Marcadores

Comportamento (719) Mídia (678) Web (660) Imagem (642) Brasil (610) Política (501) Reflexão (465) Fotografia (414) Definições (366) Ninguém Merece (362) Polêmica (346) Humor (343) link (324) Literatura (289) Cristianismo (283) Maya (283) Sublime (281) Internacional (276) Blog (253) Religião (214) Estupidez (213) Português (213) Sociedade (197) Arte (196) La vérité est ailleurs (191) Mundo Gospel (181) Pseudodemocracia (177) Língua (176) Imbecilidade (175) Artigo (172) Cotidiano (165) Educação (159) Universidade (157) Opinião (154) Poesia (146) Vídeo (144) Crime (136) Maranhão (124) Livro (123) Vida (121) Ideologia (117) Serviço (117) Ex-piritual (114) Cultura (108) Confessionário (104) Capitalismo (103) (in)Utilidade pública (101) Frases (100) Música (96) História (93) Crianças (88) Amor (84) Lingüística (82) Nojento (82) Justiça (80) Mulher (77) Blábláblá (73) Contentamento (73) Ciência (72) Memória (71) Francês (68) Terça parte (68) Izquerda (66) Eventos (63) Inglês (61) Reportagem (55) Prosa (54) Calendário (51) Geléia Geral (51) Idéias (51) Letras (51) Palavra (50) Leitura (49) Lugares (46) Orkut (46) BsB (44) Pessoas (43) Filosofia (42) Amizade (37) Aula (37) Homens (36) Ecologia (35) Espanhol (35) Cinema (33) Quarta internacional (32) Mudernidade (31) Gospel (30) Semiótica e Semiologia (30) Uema (30) Censura (29) Dies Dominicus (27) Miséria (27) Metalinguagem (26) TV (26) Quadrinhos (25) Sexo (25) Silêncio (24) Tradução (24) Cesta Santa (23) Gente (22) Saúde (22) Viagens (22) Nossa Linda Juventude (21) Saudade (21) Psicologia (18) Superação (18) Palestra (17) Crônica (16) Gracinha (15) Bizarro (14) Casamento (14) Psicanálise (13) Santa Casa de Misericórdia Franciscana (13) Carta (12) Italiano (12) Micos (12) Socialismo (11) Comunismo (10) Maternidade (10) Lêndias da Internet (9) Mimesis (9) Receita (9) Q.I. (8) Retrô (8) Teatro (7) Dããã... (6) Flamengo (6) Internacional Memória (6) Alemão (5) Latim (5) Líbano (5) Tecnologia (5) Caninos (4) Chocolate (4) Eqüinos (3) Reaça (3) Solidão (3) TPM (2) Pregui (1)

Arquivo