Creio que não existe nada de mais belo, de mais profundo, de mais simpático, de mais viril e de mais perfeito do que o Cristo; e eu digo a mim mesmo, com um amor cioso, que não existe e não pode existir. Mais do que isto: se alguém me provar que o Cristo está fora da verdade e que esta não se acha n'Ele, prefiro ficar com o Cristo a ficar com a verdade. (Dostoievski)

FAÇA COMO EU: VISITE O BLOG DELES, E SIGA-OS TAMBÉM! :)

12 de out de 2007

Edemir Antunes [2]



Um provérbio bíblico muito conhecido é o seguinte: “No muito falar não falta transgressão, mas o que modera os lábios é prudente”. Eu me deparei com esse texto de Provérbios 10,19 e me atrevi a pensá-lo de um modo não convencional, isto é, para além de sua aplicabilidade nas relações interpessoais. Propus-me a refletir sobre a minha relação com Deus e logo me senti compelido a aquietar-me. Silenciar muitas vezes traz constrangimento, pois no silêncio não há como eu fugir do encontro com o Senhor e comigo mesmo. É muito comum eu viver sufocado pelos ruídos interiores e exteriores. Por outro lado, emito sons em demasia porque a ausência de barulho me incomoda.

Às vezes falo demais, questiono demais, lamento demais e acabo errando para o meu próprio mal. Tanto falatório não me deixa ouvir as vozes das ocorrências que estão se realizando ao redor, tampouco consigo ouvir o Espírito Santo falar ao meu coração. Um grande desafio é calar minhas perguntas desnecessárias. Ao perguntar em exagero eu acabo perdendo a faculdade de escutar. As minhas dúvidas não me permitem notar e compreender as respostas ou captar os sinais celestes de que Deus nunca me abandona. Na perspectiva de Salomão, ter o silêncio como meta é o mesmo que ter como objetivo a sabedoria, ou seja, a soma do conhecimento com a experiência.

Quando eu falo em demasia torna-se difícil apreciar as muitas nuances e belezas que estão ao meu redor. É por isso que uma das mensagens implícitas neste provérbio é que o/a homem/mulher sábio/a fala menos e escuta mais. Ele/a não se apressa em dar nomes às realidades, aos dilemas da vida, e soluções para questões delicadas. O olhar do/a sábio/a acompanha o seu falar, isto é, ele/a avalia com vagar porque o grande afã em falar-questionar-concluir o/a conduz ao equívoco, à loucura e a toda sorte de transgressões.

Não dizer as coisas com pressa é a chave para que eu erre menos. Mais vale o silêncio apropriado ao falatório desgovernado e errante. Por isso, eu me sinto convidado por Deus a demorar-me naquilo que eu necessito proferir. O próprio Cristo me liberta da tendência de encher os silêncios com milhares de ruídos. Eu me lembro da expressão “falar mais que a boca” indicando o perigo que incorre o/a “bocudo/a”. No muito falar não falta transgressão.

É preciso ter em mente o que afirma a letra da canção: “Eu Te busco, Te procuro ó Deus... no silêncio Tu estás”. Se você quiser me acompanhar, aquiete-se e ouça o que o Pai Celeste está falando. A Palavra do Senhor nos exorta a meditar mais, para ouvir mais a voz de Deus. Abramos o nosso coração para acolher o bom ensino em nome de Jesus Cristo.

Que Deus nos ajude na nossa tarefa diária a fim de que possamos ter uma boa caminhada sob a direção do Espírito Santo.

Graça, paz e bem!

Edemir Antunes

Texto extraído do blog do Edemir Antunes (link ao lado, nos "blogs")

Nenhum comentário:

Marcadores

Comportamento (719) Mídia (678) Web (660) Imagem (642) Brasil (610) Política (501) Reflexão (465) Fotografia (414) Definições (366) Ninguém Merece (362) Polêmica (346) Humor (343) link (324) Literatura (289) Cristianismo (283) Maya (283) Sublime (281) Internacional (276) Blog (253) Religião (214) Estupidez (213) Português (213) Sociedade (197) Arte (196) La vérité est ailleurs (191) Mundo Gospel (181) Pseudodemocracia (177) Língua (176) Imbecilidade (175) Artigo (172) Cotidiano (165) Educação (159) Universidade (157) Opinião (154) Poesia (146) Vídeo (144) Crime (136) Maranhão (124) Livro (123) Vida (121) Ideologia (117) Serviço (117) Ex-piritual (114) Cultura (108) Confessionário (104) Capitalismo (103) (in)Utilidade pública (101) Frases (100) Música (96) História (93) Crianças (88) Amor (84) Lingüística (82) Nojento (82) Justiça (80) Mulher (77) Blábláblá (73) Contentamento (73) Ciência (72) Memória (71) Francês (68) Terça parte (68) Izquerda (66) Eventos (63) Inglês (61) Reportagem (55) Prosa (54) Calendário (51) Geléia Geral (51) Idéias (51) Letras (51) Palavra (50) Leitura (49) Lugares (46) Orkut (46) BsB (44) Pessoas (43) Filosofia (42) Amizade (37) Aula (37) Homens (36) Ecologia (35) Espanhol (35) Cinema (33) Quarta internacional (32) Mudernidade (31) Gospel (30) Semiótica e Semiologia (30) Uema (30) Censura (29) Dies Dominicus (27) Miséria (27) Metalinguagem (26) TV (26) Quadrinhos (25) Sexo (25) Silêncio (24) Tradução (24) Cesta Santa (23) Gente (22) Saúde (22) Viagens (22) Nossa Linda Juventude (21) Saudade (21) Psicologia (18) Superação (18) Palestra (17) Crônica (16) Gracinha (15) Bizarro (14) Casamento (14) Psicanálise (13) Santa Casa de Misericórdia Franciscana (13) Carta (12) Italiano (12) Micos (12) Socialismo (11) Comunismo (10) Maternidade (10) Lêndias da Internet (9) Mimesis (9) Receita (9) Q.I. (8) Retrô (8) Teatro (7) Dããã... (6) Flamengo (6) Internacional Memória (6) Alemão (5) Latim (5) Líbano (5) Tecnologia (5) Caninos (4) Chocolate (4) Eqüinos (3) Reaça (3) Solidão (3) TPM (2) Pregui (1)

Arquivo