Creio que não existe nada de mais belo, de mais profundo, de mais simpático, de mais viril e de mais perfeito do que o Cristo; e eu digo a mim mesmo, com um amor cioso, que não existe e não pode existir. Mais do que isto: se alguém me provar que o Cristo está fora da verdade e que esta não se acha n'Ele, prefiro ficar com o Cristo a ficar com a verdade. (Dostoievski)

FAÇA COMO EU: VISITE O BLOG DELES, E SIGA-OS TAMBÉM! :)

4 de out de 2007

"Crianças de Deus"

I found this article in a January edition of "Revista da Folha" (a magazine inside the most important brazilian newspaper - Folha de São Paulo). The author starts mentioning Jim Jones' tragedy in 1978 and then tells about Ricky's murder/suicide. It's just a short note, but it was all I could find about the case in brazilian press. I used a translator to put the words in English, but I'm not sure if it's all correct. Hugs to all of you Mário Baggio (from Brazil).

Janeiro 2005
Edição 27.689
Domingo, 23/01/2005
Tiragem 414,811
REVISTA DA FOLHA

O crime do 'filho de Deus'
23/01/2005
Autor: SÉRGIO DÁVILA
Editoria: REVISTA DA FOLHA
Página: 6
Edição: São Paulo Jan 23, 2005
Seção: ERA UMA VEZ NA AMÉRICA
Crédito Foto: Teté Ribeiro/Folha Imagem

O crime do 'filho de Deus' por Sérgio Dávila

Ela entra no auditório lotado. Não parece muito tímida e tem algum charme, atrás de seus óculos de secretária e cabelos cortados à antiga. Estamos numa noite da semana passada, na Universidade Stanford. Debbie Layton encara os estudantes, a maioria de psicologia ou psiquiatria, e fala: "Sou uma sobrevivente da seita People's Temple (O Templo do Povo), do pastor Jim Jones, e estou aqui para contar minha história".

Em novembro de 1978, 914 pessoas cometeram suicídio ou foram assassinadas a mando do líder daquela seita em Jonestown, na Guiana, num dos casos mais conhecidos e estudados de suicídio coletivo da história. Como várias outras surgidas na Califórnia na ressaca da contracultura nos anos 70, a seita o Templo do Povo tinha sede no hoje Vale do Silício. Com seu crescimento, Jim Jones mudou a comunidade para a Guiana e batizou uma cidade com seu sobrenome. Debbie era uma das seguidoras do Tempo, mas em junho de 1978 conseguiu fugir de Jonestown e denunciou na imprensa norte-americana que Jones, então um líder religioso respeitado por aqui, estava criando um exército particular, promovia espancamentos públicos e obrigava todos os moradores a participarem de treinamentos de suicídios coletivos, "para quando a hora chegasse". Sua mãe morreu no massacre, seu irmão sobreviveu e está preso até hoje, condenado à prisão perpétua nos EUA, acusado de ter participado da matança. Está tudo em seu livro, o interessante "Seductive Poison" (Veneno Sedutor, editora Anchor, 1999).

Essa história ganha atualidade impressionante com o assassinato de Angela Smith na semana passada. A enfermeira de 51 anos, moradora de Palo Alto, participou nos anos 70 de outra seita na mesma linha, Children of God (Crianças de Deus), cujos seguidores incluíam os pais do River Phoenix e o guitarrista do Fleetwood Mac. Os fiéis seguiam o "Davidito Book" (livro do pequeno Davi), coleção de textos, colagens e fotos sobre a infância e a "sabedoria" de um menino que era considerado "filho de Deus" e cuidado por várias "babás". A seita se destacava pela quantidade de crianças, e seus líderes foram acusados de praticar pedofilia e incesto. No último fim de semana, Ricky Rodriguez, 29, convidou Angela Smith para jantar. Depois, levou-a para seu apartamento e a esfaqueou até a morte. Na seqüência, dirigiu para o meio do deserto, ligou para sua mulher, disse que havia feito o que era necessário e que pensava em todas as crianças inocentes que não puderam fazer nada naqueles anos todos. Então, matou-se com um tiro na boca. Ricky Rodriguez era Davidito, o pequeno David do livro. Angela Smith tinha sido uma de suas "babás" na seita.
.

Nenhum comentário:

Marcadores

Comportamento (719) Mídia (678) Web (660) Imagem (642) Brasil (610) Política (501) Reflexão (465) Fotografia (414) Definições (366) Ninguém Merece (362) Polêmica (346) Humor (343) link (324) Literatura (289) Cristianismo (283) Maya (283) Sublime (281) Internacional (276) Blog (253) Religião (214) Estupidez (213) Português (213) Sociedade (197) Arte (196) La vérité est ailleurs (191) Mundo Gospel (181) Pseudodemocracia (177) Língua (176) Imbecilidade (175) Artigo (172) Cotidiano (165) Educação (159) Universidade (157) Opinião (154) Poesia (146) Vídeo (144) Crime (136) Maranhão (124) Livro (123) Vida (121) Ideologia (117) Serviço (117) Ex-piritual (114) Cultura (108) Confessionário (104) Capitalismo (103) (in)Utilidade pública (101) Frases (100) Música (96) História (93) Crianças (88) Amor (84) Lingüística (82) Nojento (82) Justiça (80) Mulher (77) Blábláblá (73) Contentamento (73) Ciência (72) Memória (71) Francês (68) Terça parte (68) Izquerda (66) Eventos (63) Inglês (61) Reportagem (55) Prosa (54) Calendário (51) Geléia Geral (51) Idéias (51) Letras (51) Palavra (50) Leitura (49) Lugares (46) Orkut (46) BsB (44) Pessoas (43) Filosofia (42) Amizade (37) Aula (37) Homens (36) Ecologia (35) Espanhol (35) Cinema (33) Quarta internacional (32) Mudernidade (31) Gospel (30) Semiótica e Semiologia (30) Uema (30) Censura (29) Dies Dominicus (27) Miséria (27) Metalinguagem (26) TV (26) Quadrinhos (25) Sexo (25) Silêncio (24) Tradução (24) Cesta Santa (23) Gente (22) Saúde (22) Viagens (22) Nossa Linda Juventude (21) Saudade (21) Psicologia (18) Superação (18) Palestra (17) Crônica (16) Gracinha (15) Bizarro (14) Casamento (14) Psicanálise (13) Santa Casa de Misericórdia Franciscana (13) Carta (12) Italiano (12) Micos (12) Socialismo (11) Comunismo (10) Maternidade (10) Lêndias da Internet (9) Mimesis (9) Receita (9) Q.I. (8) Retrô (8) Teatro (7) Dããã... (6) Flamengo (6) Internacional Memória (6) Alemão (5) Latim (5) Líbano (5) Tecnologia (5) Caninos (4) Chocolate (4) Eqüinos (3) Reaça (3) Solidão (3) TPM (2) Pregui (1)

Arquivo