Creio que não existe nada de mais belo, de mais profundo, de mais simpático, de mais viril e de mais perfeito do que o Cristo; e eu digo a mim mesmo, com um amor cioso, que não existe e não pode existir. Mais do que isto: se alguém me provar que o Cristo está fora da verdade e que esta não se acha n'Ele, prefiro ficar com o Cristo a ficar com a verdade. (Dostoievski)

FAÇA COMO EU: VISITE O BLOG DELES, E SIGA-OS TAMBÉM! :)

20 de dez de 2007

Justiça aPáTica

Quinta-feira, 20 de Dezembro de 2007

O fim do jejum

Por seis votos a três, o Supremo Tribunal Federal autorizou ontem o governo a retomar as obras de transposição do rio São Francisco. Ao saber da decisão no meio da tade, o bispo da cidade baiana de Barra, dom Luiz Flávio Cappio, que completava ontem o 23º dia de jejum contra a transposição, desmaiou e foi internado em uma Unidade de Terapia Intensiva de Petrolina (PE). Ele está semiconsciente.

Indagado se o bispo o autorizara a dizer que a greve de fome acabara, o médico Klaus Finkam foi incisivo: “Sim, ele me autorizou”. A ONG Articulação do São Francisco Vivo (contrária à obra) e a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) insistiram em que o jejum não acabou e essa decisão só pode ser tomada pelo bispo, quando voltar plenamente à consciência. Mas à noite, João Franco Cappio, irmão do bispo, reafirmou a O Estado o fim do protesto: “Só quem pode falar pelo frei Luiz é a família e o médico. A greve de fome acabou”, afirmou.

Os repórteres Bernardo Mello Franco e Gerson Camaroti, de O Globo, informam que o Vaticano ameaçava punir dom Luiz se o jejum continuasse. Segundo a reportagem, a Santa Sé passou a tratar o assunto como um problema de Estado envolvendo o governo brasileiro. O Vaticano planejava indicar um novo bispo para a diocese de Barra.

No julgamento de ontem, a maioria dos ministros do STF considerou que o governo cumpre satisfatoriamente os requisitos para realização da obra e que o Judiciário não pode interferir na escolha e na definição de políticas públicas. Um dos votos contrários à decisão, mostra O Globo, foi do único ministro nordestino da corte, o sergipano Ayres Cunha. Ele disse que o rio São Francisco está morrendo e precisa ser recuperado antes de se fazer a transposição. “Na dúvida, se paralisa a obra. Não se pode exigir que uma pessoa doente (no caso, o rio) seja doadora de sangue”, afirmou Cunha.

A atriz Letícia Sabatella, estrela da campanha publicitária contra a transposição, disse à Folha que a decisão do STF foi uma “humilhação”. “É humilhante para o povo brasileiro ficar sob esse nível de insensibilidade, tanto do nosso governo como do nosso sistema Judiciário”, disse a atriz. Em frente ao STF, manifestantes cantaram, dançaram, desfilaram e, ao final, fizeram uma oração de mãos de dadas. Também queimaram um exemplar da Constituição. O ator Osmar prazo [sic] se ofereceu para também fazer uma greve de fome.

Em artigo para O Globo, o ex-ministro de Integração Regional e antigo adversário de dom Luiz, Ciro Gomes, publicou artigo em forma de carta para a atriz: “Letícia, ando meio quieto por esses tempo [sic]. Mas, ao ver você visitando o bispo em greve de fome no interior da Bahia, pensei que você deveria considerar. [sic] que (a obra) ao beneficiar 12 milhões de pessoas da região mais pobre do país, não prejudicará rigorosamente ninguém (…). Imagine se um bispo entra em greve de fome exigindo a pronta realização do projeto? Quem nós escolheríamos para morrer? Isto evidencia a necessidade urgente deste debate. Manda um abraço para o Osmar Prado e o Wagner Moura e, por favor, partilhe com eles esta cartinha. Patrícia tem meus telefones. Um beijo fraterno do Ciro”.

Ainda ontem, o governo Lula encerrou as negociações com a CNBB para modificar o ritmo das obras da transposição. Os trabalhos serão retomados pelo Exército em 7 de janeiro, quando os militares retornam do recesso do Natal e do Réveillon. “Aqui [em Brasília] morreu a negociação com o governo. Não tem mais nada para ser conversado”, disse Roberto Malvezzi, agente da CPT (Comissão Pastoral da Terra) e representante de dom Luiz nas negociações com o governo. A repórter Marta Salomon, da Folha, informa que o consórcio integrado pelas empreiteiras Serveng, Carioca e S.A. Paulista venceu a licitação para o primeiro dos 14 lotes da transposição do rio São Francisco, a maior obra do PAC financiada com dinheiro público. Até outubro de 2008, o governo quer anunciar o resultado da disputa pelos demais 13 lotes entregues à iniciativa privada. As empreiteiras deverão receber R$ 3,3 bilhões.

Em artigo para a Folha, Carlos Heitor Cony [blergh...] faz uma crítica demolidora dos métodos (não dos méritos) do protesto de dom Luiz para impedir a transposição: “Tivemos em nossa história alguns momentos que poderiam ter provocado greves de fome: o regime da escravidão, que durou tantos anos, a vacina obrigatória -houve apenas badernas nas ruas-, o golpe de 64, as Diretas-Já, a transferência da capital para Brasília. Conheci no Lins de Vasconcelos um sujeito que fez greve de fome para impedir que o Flamengo vendesse Zizinho ao Bangu”.

Leia as demais notas do dia em http://www.ofiltro.com.br/. No site, você pode também fazer comentários e acessar o arquivo da coluna.

***
FONTE: Boletim eletrônico diário do jornalista Thomas Traumman, da revista Época.
FOTOGRAFIA: D. Cappio antes do início da greve de fome. FONTE: Web.
NOTA: EM 2008 E 2010, NÃO VOTE NO PT. Muito menos no Ciro Gomes, pelo amor de Deus.

Nenhum comentário:

Marcadores

Comportamento (719) Mídia (678) Web (660) Imagem (642) Brasil (610) Política (501) Reflexão (465) Fotografia (414) Definições (366) Ninguém Merece (362) Polêmica (346) Humor (343) link (324) Literatura (289) Cristianismo (283) Maya (283) Sublime (281) Internacional (276) Blog (253) Religião (214) Estupidez (213) Português (213) Sociedade (197) Arte (196) La vérité est ailleurs (191) Mundo Gospel (181) Pseudodemocracia (177) Língua (176) Imbecilidade (175) Artigo (172) Cotidiano (165) Educação (159) Universidade (157) Opinião (154) Poesia (146) Vídeo (144) Crime (136) Maranhão (124) Livro (123) Vida (121) Ideologia (117) Serviço (117) Ex-piritual (114) Cultura (108) Confessionário (104) Capitalismo (103) (in)Utilidade pública (101) Frases (100) Música (96) História (93) Crianças (88) Amor (84) Lingüística (82) Nojento (82) Justiça (80) Mulher (77) Blábláblá (73) Contentamento (73) Ciência (72) Memória (71) Francês (68) Terça parte (68) Izquerda (66) Eventos (63) Inglês (61) Reportagem (55) Prosa (54) Calendário (51) Geléia Geral (51) Idéias (51) Letras (51) Palavra (50) Leitura (49) Lugares (46) Orkut (46) BsB (44) Pessoas (43) Filosofia (42) Amizade (37) Aula (37) Homens (36) Ecologia (35) Espanhol (35) Cinema (33) Quarta internacional (32) Mudernidade (31) Gospel (30) Semiótica e Semiologia (30) Uema (30) Censura (29) Dies Dominicus (27) Miséria (27) Metalinguagem (26) TV (26) Quadrinhos (25) Sexo (25) Silêncio (24) Tradução (24) Cesta Santa (23) Gente (22) Saúde (22) Viagens (22) Nossa Linda Juventude (21) Saudade (21) Psicologia (18) Superação (18) Palestra (17) Crônica (16) Gracinha (15) Bizarro (14) Casamento (14) Psicanálise (13) Santa Casa de Misericórdia Franciscana (13) Carta (12) Italiano (12) Micos (12) Socialismo (11) Comunismo (10) Maternidade (10) Lêndias da Internet (9) Mimesis (9) Receita (9) Q.I. (8) Retrô (8) Teatro (7) Dããã... (6) Flamengo (6) Internacional Memória (6) Alemão (5) Latim (5) Líbano (5) Tecnologia (5) Caninos (4) Chocolate (4) Eqüinos (3) Reaça (3) Solidão (3) TPM (2) Pregui (1)

Arquivo