Creio que não existe nada de mais belo, de mais profundo, de mais simpático, de mais viril e de mais perfeito do que o Cristo; e eu digo a mim mesmo, com um amor cioso, que não existe e não pode existir. Mais do que isto: se alguém me provar que o Cristo está fora da verdade e que esta não se acha n'Ele, prefiro ficar com o Cristo a ficar com a verdade. (Dostoievski)

FAÇA COMO EU: VISITE O BLOG DELES, E SIGA-OS TAMBÉM! :)

11 de ago de 2007

Imprensa independente

Walter Rodrigues 09:08h
sábado, 11 de agosto de 2007

O governo é um caso de polícia

A greve dos policiais civis do Maranhão acabou rápido porque o Governo negociou de verdade e respeitosamente com a categoria, cuja reivindicação de melhorias salariais foi parcialmente atendida. Por que não fez o mesmo com os professores, que querem apenas o retorno à situação existente quando Jackson Lago assumiu?

Apesar de algumas insinuações dos basbaques de sempre, tampouco se viu o governo acusando os policiais de estarem “fazendo o jogo” da oposição sarneísta. Mas foi isso que os professores leram quase todo dia na imprensa governista e até em declarações do próprio governador. Como se eles fossem mera massa de manobra, sem vontade nem inteligência.

A verdade é que o sindicato dos professores, Sinproesemma, ligado ao PCdoB governista de Flávio Dino, fez campanha para Jackson no ano passado e só entrou na greve depois de infrutíferas tentativas de diálogo com as autoridades. E quando as bases, indóceis, lideradas por Marcelo Pinto e outros, já ameaçavam rebelar-se contra a direção conciliadora.

Mesmo assim as baterias governistas não pouparam de ataques o presidente do Sinproesemma, Odair José. Não compreenderam ou fingiram ignorar que partido é partido, sindicato é sindicato. Por maiores que sejam as ligações, não há subordinação.

O próprio Flávio Dino fez o que pôde no meio de campo, levando, trazendo e argumentando em busca de um acordo razoável. Se falhou não foi por falta de empenho.

Haja o que houver daqui para diante, Jackson deixou por muito tempo de ser o queridinho dos professores. Quem dá até esquece. Quem apanha...

Estado de emergência

Enquanto Lourenço Vieira da Silva negociava com os professores o possível fim da greve, cinco viaturas policiais ficavam por perto, para a hipótese de seqüestro, atentado à bomba ou seja lá o que deu na cabeça do secretário da Educação. Três delas eram do GTA, um grupamento especializado em operações de emergência.

Estranhos critérios: o governo trata os policiais com educação e os professores como caso de polícia.

Greve dos delegados

Governistas prevêem que a greve dos delegados não dura nada, por duas razões: 1) sem articulação com agentes, peritos e escrivãos, que já fecharam um acordo razoável com o Governo, os delegados não conseguem realmente parar o setor; e 2) boa parte dos dirigentes da Associação dos Delegados (Adepol) detêm cargos de confiança, dos quais são demissíveis ad nutum.

Colaboração: Célia Costa.

O link para o Blog do Colunão, do jornalista Walter Rodrigues, está na página do blog, à direita. Pela escrita já se percebe que o autor do texto acima não participará do Programa "Alfabetização Solidária", ao qual muitos dirigentes de um certo jornal associado já aderiram.

Um comentário:

Anônimo disse...

I like your taste in music

Marcadores

Comportamento (719) Mídia (678) Web (660) Imagem (642) Brasil (610) Política (501) Reflexão (465) Fotografia (414) Definições (366) Ninguém Merece (362) Polêmica (346) Humor (343) link (324) Literatura (289) Cristianismo (283) Maya (283) Sublime (281) Internacional (276) Blog (253) Religião (214) Estupidez (213) Português (213) Sociedade (197) Arte (196) La vérité est ailleurs (191) Mundo Gospel (181) Pseudodemocracia (177) Língua (176) Imbecilidade (175) Artigo (172) Cotidiano (165) Educação (159) Universidade (157) Opinião (154) Poesia (146) Vídeo (144) Crime (136) Maranhão (124) Livro (123) Vida (121) Ideologia (117) Serviço (117) Ex-piritual (114) Cultura (108) Confessionário (104) Capitalismo (103) (in)Utilidade pública (101) Frases (100) Música (96) História (93) Crianças (88) Amor (84) Lingüística (82) Nojento (82) Justiça (80) Mulher (77) Blábláblá (73) Contentamento (73) Ciência (72) Memória (71) Francês (68) Terça parte (68) Izquerda (66) Eventos (63) Inglês (61) Reportagem (55) Prosa (54) Calendário (51) Geléia Geral (51) Idéias (51) Letras (51) Palavra (50) Leitura (49) Lugares (46) Orkut (46) BsB (44) Pessoas (43) Filosofia (42) Amizade (37) Aula (37) Homens (36) Ecologia (35) Espanhol (35) Cinema (33) Quarta internacional (32) Mudernidade (31) Gospel (30) Semiótica e Semiologia (30) Uema (30) Censura (29) Dies Dominicus (27) Miséria (27) Metalinguagem (26) TV (26) Quadrinhos (25) Sexo (25) Silêncio (24) Tradução (24) Cesta Santa (23) Gente (22) Saúde (22) Viagens (22) Nossa Linda Juventude (21) Saudade (21) Psicologia (18) Superação (18) Palestra (17) Crônica (16) Gracinha (15) Bizarro (14) Casamento (14) Psicanálise (13) Santa Casa de Misericórdia Franciscana (13) Carta (12) Italiano (12) Micos (12) Socialismo (11) Comunismo (10) Maternidade (10) Lêndias da Internet (9) Mimesis (9) Receita (9) Q.I. (8) Retrô (8) Teatro (7) Dããã... (6) Flamengo (6) Internacional Memória (6) Alemão (5) Latim (5) Líbano (5) Tecnologia (5) Caninos (4) Chocolate (4) Eqüinos (3) Reaça (3) Solidão (3) TPM (2) Pregui (1)

Arquivo