Creio que não existe nada de mais belo, de mais profundo, de mais simpático, de mais viril e de mais perfeito do que o Cristo; e eu digo a mim mesmo, com um amor cioso, que não existe e não pode existir. Mais do que isto: se alguém me provar que o Cristo está fora da verdade e que esta não se acha n'Ele, prefiro ficar com o Cristo a ficar com a verdade. (Dostoievski)

FAÇA COMO EU: VISITE O BLOG DELES, E SIGA-OS TAMBÉM! :)

25 de ago de 2007

Caio Fábio [1]

IGREJA CATÓLICA E BENTO XVI — surpresa para quem?

Meu velho pai nunca se enganou.

1967:

Contra a opinião do pastor dele, a quem amava e respeitava, ele disse ao reverendo e eu ouvi que alguns líderes cristãos na década de 60 não eram sinceros. Em 1974 repetiu a mim que ficasse distante deles, pois eles começavam a me “convidar”...

1980/90:

Ora, nos anos 80 e 90 tive que conviver com todos eles; e, infelizmente papai estava certo acerca de todos. Todos muito conhecidos. À época todos muito respeitados. Mas ele dizia: “É só imagem, filho. Por dentro é outra coisa. Espere e você verá!”.

Eu vi.

1978:

O mesmo ele me disse sobre a Igreja Católica.
Dizia: “Nunca se converterá. Há muitos católicos de Deus, mas a “Igreja” não tem cura. E quem insiste em Ecumenismo com a Igreja Católica, ou é tolo ou tem outros interesses; pois, meu filho, Ecumenismo Católico é: Vocês nos reconhecem, nós aceitamos vocês em coisas que nos interessam, mas nós somos nós e vocês são vocês. Ou quem acredita que essa estrutura de quase dois [mil] anos haverá de mudar? Só ingênuos ou interesseiros!”.

Confesso que depois que li algumas das Encíclicas do Vaticano II produzidas ao tempo do Papa João XXIII, julguei papai muito radical. Depois, apesar de muito crítico quanto ao método (marxista), quanto à ênfase (política) e quanto à espiritualidade (quase apenas horizontal) — vi coisas boas em muitos aspectos da Teologia da Libertação. Mas ele, papai, disse: “Bobagem, meu filho. Se é preciso dizer que é “teologia” e da “libertação”, já não é Evangelho; pois o Evangelho não se compartimenta. Se é Evangelho é Evangelho e nada mais”.

E eu poderia dar dezenas de nomes e ou contar muitas outras histórias acerca do discernimento dele sobra as coisas da religião; e, em todas ele esteve certo.

Entretanto, desde ontem, pessoas me escrevem perplexas com o que o Papa Bento XVI declarou.

Ora, ele não disse nada novo para meu pai, e, para mim também não; pois, nunca participei de nada “Classicamente Ecumênico” com a Igreja Católica, visto que desde o inicio entendi o discernimento de meu pai, e o aceitei para minha própria proteção.

Quando comecei a pregar em 1973, em Manaus, fiz muitos amigos entre os Católicos, entre eles o querido Frei Laurindo, hoje casado e vivendo no interior de São Paulo. Laurindo era crente, e muito sofria dentro da estrutura. Foi através dele que preguei em vários Encontros Católicos; e até na Igreja Matriz de Manaus.

Papai dizia: “Se convidarem você para pregar, vá e pregue. Mas se for para fazer parte do Presépio Ecumênico, não vá; pois não haverá proveito algum para o Evangelho, ao passo que sua presença lá apenas autenticará o que você não crê!”.

Assim, preguei muito nas Igrejas Católicas, Brasil afora e até em outros países; sempre como se eu estivesse em qualquer outro lugar.

A questão, todavia, é que a Igreja Católica é o Império Romano na sua versão mais longeva e poderosa. Sim! Constantino conseguiu fazer de um Império Falido a Religião mais poderosa da Terra.

E a Igreja Católica nunca enganou ninguém quanto ao que era e ao que pretendia. Ela é Romana; e o universal (católico) é o espírito do Império; e o apostólico é a chancela histórica de autoridade original.

É simples e é só. O que passar disso é tentativa de auto-engano!

O que me intriga, no entanto, é ver os demais “cristãos” chocados com o que Bento XVI declarou.

Ora, o que eles esperavam? Ou mais: o que isso muda no mundo? Ou ainda: em que tal declaração afeta os “Protestantes ou Evangélicos”? Lutero ficaria perplexo com a perplexidade dos Protestantes e Evangélicos.

Sei que entre muitos amigos Católicos haverá alguns que me lerão e que desejarão que eu não tivesse escrito o que escrevo. No entanto, se digo o que digo dos “Protestantes e dos Evangélicos” — por que ficaria calado ante essa entidade que, historicamente, foi uma bruxa sanguinolenta, a meretriz que embebedou as nações com sua prostituição (só se choca quem não conhece a História), além de ter se tornado o maior escândalo e tropeço que em nome de Jesus já se praticou sistematicamente no mundo?

Não! Não há surpresas!

E mais: quem se surpreende é apenas porque ainda tem alma na religião; pois, quem tem o coração cheio do Evangelho, olha para isso, lamenta que o caminho do Evangelho não tenha jamais entrado na Igreja Católica, mas não se assusta; antes, diz: “Deixem os mortos sepultarem seus próprios mortos; quanto a ti, vai e prega o Reino de Deus!”.


Nele, em Quem o povo de Deus converge na Cruz,

Caio

12/07/07
Lago Norte
Brasília

NOTA: Grata, gratíssima surpresa este texto do pastor Caio Fábio, publicado em seu site... Muita água já passou debaixo da ponte, mas em muitas coisas o pastor Caio continua lúcido, e cristão... Finalmente alguém com um pouco de discernimento sobre esse assunto!!! Ah, sim, os grifos em vermelho, no corpo do texto, são meus.

4 comentários:

Fidelis de Sigmaringa disse...

Certas criticas são uma honra. Por exemplo, um pastorzinho adultero e sem-vergonha tresandando seu odio e sua inveja da VERDADEIRA Igreja de NOSSO SENHOR JESUS CRISTO é uma grande honra para Bento XVI. Um elogio de Caio Fabio é uma verdadeira infamia.

O artigo de Caio Fabio é como um velho texto de Leonardo da Vinci: há que decifrar o codigo com o ajutorio de um espelho, pois está escrito do avesso. Na verdade, acredito que há muitos protestantes de Deus. Mas alguns não tem cura -- embora a graça, milagrosamente, pode tudo -- pois conservam dentro de si a chama infernal da rebelião luciferina que inspirou os falsos reformadores de ontem e os falsos profetas de hoje.

Maya disse...

Bom, eu não concordo... todas as grandes mudanças ocorridas na humanidade partiram de "rebeliões"... Da Grécia antiga à modernidade.

Um abraço,

Mayalu

Lou Mello disse...

O que eu poderia dizer a respeito, não do texto do Caio, que está correto, mas do comentário nada cristão de alguém que se arroga o direito único de sê-lo? Me vem à mente a cena da mulher adultera e Jesus dizendo ao povo sedento de sangue: "Quem não tem pecado, atire a primeira pedra." O Caio tem o direito de falar e escrever, tanto quanto eu. A diferença é que os pecados dele são mais conhecidos do que os meus, coisa da fama.

Agora, entre considerar a Igreja Universal (Não a do Bispo Edir, claro, mas a dos que verdadeiramente crêem e fazem a vontade do Pai de Jesus) como a verdadeira Igreja de Cristo e a igreja que fez de um ex-pedófilo (se isso é possível) seu líder máximo e que tem atrás de si a maior esteira de pecados da história da humanidade, certamente ficarei com a proposta de Jesus Cristo, mesmo sabendo que pode haver grande possibilidade de ter que viver, na vida eterna, com Bento de um lado e Caio de outro, pois Jesus está pronto a perdoar nós três.

Maya disse...

Pois é, Lou, o negócio é difícil... Quase fui crucificada, em blogs de evangélicos/protestantes (!!!), por criticar a igreja caótica, ops... católica. Na verdade,, teve um que, por conta das minhas críticas, cantou pra mim aquela canção do Chico, "Cale-se": nunca mais publicou meus coments., acho que porque ele é amigo do Frei... deixa pra lá...

O pastor Caio errou, fez mais ou menos o que o rei Davi fez, mas ambos, pra mim, são homens segundo o coração de Deus.

Quanto ao papa... além de nazista ele ainda é (ex-) pedófilo? Mais essa, agora; não sabia.

No mais, reitero: quem quiser escrever aqui sinta-se em (minha) casa. Católicos, postem suas opiniões. Não vou censurá-las, não vou deletá-las, não vou queimá-las na fogueira. Isso não é nada simpático.

Um abraço, e obrigada, Lou, por seu coment.

Marcadores

Comportamento (719) Mídia (678) Web (660) Imagem (642) Brasil (610) Política (501) Reflexão (465) Fotografia (414) Definições (366) Ninguém Merece (362) Polêmica (346) Humor (343) link (324) Literatura (289) Cristianismo (283) Maya (283) Sublime (281) Internacional (276) Blog (253) Religião (214) Estupidez (213) Português (213) Sociedade (197) Arte (196) La vérité est ailleurs (191) Mundo Gospel (181) Pseudodemocracia (177) Língua (176) Imbecilidade (175) Artigo (172) Cotidiano (165) Educação (159) Universidade (157) Opinião (154) Poesia (146) Vídeo (144) Crime (136) Maranhão (124) Livro (123) Vida (121) Ideologia (117) Serviço (117) Ex-piritual (114) Cultura (108) Confessionário (104) Capitalismo (103) (in)Utilidade pública (101) Frases (100) Música (96) História (93) Crianças (88) Amor (84) Lingüística (82) Nojento (82) Justiça (80) Mulher (77) Blábláblá (73) Contentamento (73) Ciência (72) Memória (71) Francês (68) Terça parte (68) Izquerda (66) Eventos (63) Inglês (61) Reportagem (55) Prosa (54) Calendário (51) Geléia Geral (51) Idéias (51) Letras (51) Palavra (50) Leitura (49) Lugares (46) Orkut (46) BsB (44) Pessoas (43) Filosofia (42) Amizade (37) Aula (37) Homens (36) Ecologia (35) Espanhol (35) Cinema (33) Quarta internacional (32) Mudernidade (31) Gospel (30) Semiótica e Semiologia (30) Uema (30) Censura (29) Dies Dominicus (27) Miséria (27) Metalinguagem (26) TV (26) Quadrinhos (25) Sexo (25) Silêncio (24) Tradução (24) Cesta Santa (23) Gente (22) Saúde (22) Viagens (22) Nossa Linda Juventude (21) Saudade (21) Psicologia (18) Superação (18) Palestra (17) Crônica (16) Gracinha (15) Bizarro (14) Casamento (14) Psicanálise (13) Santa Casa de Misericórdia Franciscana (13) Carta (12) Italiano (12) Micos (12) Socialismo (11) Comunismo (10) Maternidade (10) Lêndias da Internet (9) Mimesis (9) Receita (9) Q.I. (8) Retrô (8) Teatro (7) Dããã... (6) Flamengo (6) Internacional Memória (6) Alemão (5) Latim (5) Líbano (5) Tecnologia (5) Caninos (4) Chocolate (4) Eqüinos (3) Reaça (3) Solidão (3) TPM (2) Pregui (1)

Arquivo