Creio que não existe nada de mais belo, de mais profundo, de mais simpático, de mais viril e de mais perfeito do que o Cristo; e eu digo a mim mesmo, com um amor cioso, que não existe e não pode existir. Mais do que isto: se alguém me provar que o Cristo está fora da verdade e que esta não se acha n'Ele, prefiro ficar com o Cristo a ficar com a verdade. (Dostoievski)

FAÇA COMO EU: VISITE O BLOG DELES, E SIGA-OS TAMBÉM! :)

7 de nov de 2008

lula, um oPorTunista

.
O Brasil é feito por nós. Só falta, agora, desatar os nós.
Aparício Torelly, o barão de Itararé (1895-1971), humorista gaúcho
.
***
.
Vamos ajudar os ricos: eles precisam!
.
Mais uma: o governo Lula abre os cofres do dinheiro do povo para ajudar... os pobres? os desempregados? os doentes? as crianças sem escola? Não! Para ajudar o "setor de construção civil" (= grandes empresários donos de construtoras). São R$ 3 bilhões para que os empresários não precisem vender suas apartamentos, suas casas de praia, seus iates, seus carros importados nem mexer no dinheiro que está em algum paraíso fiscal. Isso é que é um governo preocupado com os pobres. Com os pobres empresários, os pobres banqueiros, os pobres latifundiários megafazendeiros... Parabéns ao governo Lula, nós estávamos precisando disso.
.
Aliás, R$ 3 bilhões é uma pechincha perto dos R$ 851 bilhões que foram utilizados, neste maravilhoso governo popular e trabalhador, de 2003 até o momento, para pagar juros nominais da dívida interna e externa (o "superávit primário", nosso dinheiro suado que paga a dívida). De janeiro a novembro de 2007, foram pagos mais de R$ 113 bilhões de juros. O valor é 12 vezes maior do que o investimento feito em 2007 no Bolsa Família. Agora, o governo popular e democrático só precisa dar uma ajudinha aos banqueiros, uma categoria em extinção (são progressivamente vez menos no mundo, aqui no Brasil nós temos apenas quatro grandes famílias de banqueiros).
.
Como diz o Noblat, "não se dirá de Lula que governou de preferência para os pobres. Longe disso. Foi no seu governo, por exemplo, que os lucros dos bancos alcançaram marcas históricas. (...) Lula, o benemérito dos banqueiros, aquele que se elegeu pela esquerda e governa pela direita, é o político mais parecido com o pai dos pobres que a política brasileira produziu desde a trágica morte de Getúlio Vargas há 52 anos." [http://oglobo.globo.com/pais/noblat/post.asp?t=benemerito_dos_banqueiros_pai_dos_pobres&cod_Post=38815&a=111]
.
Segundo a revista Ultimato (cálculos do Instituto de Pesquisas Econômicas Aplicadas), "o governo Luiz Inácio Lula da Silva gastou, em 2006, com todos os seus programas sociais, cerca de 21 bilhões de reais. O jornalista Clóvis Rossi compara esse montante com os lucros somados de quatro entidades financeiras em 2007 (Itaú, Bradesco, Unibanco e Santander), no valor de 21,777 bilhões de reais. Rossi aponta o problema da desigualdade social: enquanto a primeira soma é distribuída entre 11 milhões de famílias alcançadas pelo programa Bolsa-Família, a segunda é distrubuída entre quatro 'famílias' financeiras.
.
O pesquisador Gabriel Ulysses, do mesmo instituto do Ministério do Planejamento, esclarece: 'Apenas 10% da população continua de apropriando de 80% da renda nacional' (Folha de São Paulo, 17/07/07, A2)." [
http://mayafelix.blogspot.com/2008/05/revista-ultimato.html]
.
Mais: "Festejado pelos banqueiros e justificado pelo presidente Lula, estes balanços representam um afronta à sociedade brasileira, uma autêntica provocação. Como argumenta o sociólogo Léo Lince, 'são dados que afirmam o Brasil como verdadeiro paraíso dos banqueiros, onde a extorsão financeira nada de braçada'. O pior é que este quadro não se inverteu no governo Lula e, pior, tem se agravado. Tendo como base o primeiro semestre, em 2004 o Itaú teve um lucro de R$ 1,824 bilhões; em 2005, de R$ 2,474 bilhões; em 2006, de R$ 2,958; e, agora, chegou a R$ 4,016 bilhões. A progressão do Bradesco, segundo no ranking, não foi diferente neste período e ambos garantem que vão lucrar ainda mais no próximo semestre. (...) No extremo oposto dos lucros recordes dos banqueiros, o Brasil vive na pindaíba. O governo, atolado na imensa dívida pública que já supera R$ 1,198 trilhão [e onde está a outrora famosa e já esquecida 'auditoria da dívida externa', um dos 'pontos de honra' deste partido oPorTunista chamado PT???], é forçado a desembolsar cerca de R$ 150 bilhões ao ano para pagar somente os juros. A taxa Selic do Banco Central, que regula os pagamentos dos depósitos compulsórios e da dívida pública, é de 11,25%, a segunda maior taxa do planeta. Já as empresas privadas e os cidadãos comuns são surrupiados diariamente por estes agiotas. A taxa de juros cobrada pelos bancos nos empréstimos para pessoas jurídicas é de 25,3% e a taxa para as pessoas físicas é, em média, de 49,1% ao ano. No caso das operadoras de cartão de crédito, ela atinge, em média, 122% ao ano – um absurdo. (...) Segundo Raphael Prado, 'os lucros do Bradesco e do Itaú no primeiro semestre, somados, poderiam pagar durante um ano o valor do maior benefício do Bolsa-Família para 5,9 milhões de beneficiários. Ambos lucraram, em apenas seis meses, R$ 8,023 bilhões... Já os benefícios do programa do governo federal, que hoje atinge cerca de 11 milhões de famílias, variam de R$ 18 a R$ 112'. Esta aberração é que tem levado o teólogo Frei Betto, que durante dois anos coordenou o Fome Zero, a intensificar suas críticas à política macroeconômica do governo Lula. Ele lembra que, em 2006, o Bolsa Família deu R$ 15 milhões para 11 milhões de famílias. 'Já o ‘bolsa especulador’ doou R$ 150 bilhões para 20 mil famílias de credores da dívida pública. Não há futuro para um país que beneficia dessa maneira sua camada mais rica', afirma." [http://alainet.org/active/19077&lang=es]
.
Mais de cem mil trabalhadores já foram demitidos no setor de construção civil, este que o governo Lula ajuda alegremente. Os banqueiros permanecem em greve, e nada. A Polícia de São Paulo, o mais rico estado do Brasil, é a que ganha menos em todo o país, e o governo do também social-democrata José Serra vira as costas aos policiais. O governo do compadre Lula não exigiu nem mesmo uma contrapartida, a de que os empregos dos trabalhadores fossem mantidos, para negociar a "ajuda" aos empresários construtores. O governo Lula é ainda pior que o de FHC, pois tem uma aparência de progressista e popular mas não é, e está bem longe disso. O governo Lula é o governo dos empresários, dos ricos, dos banqueiros, dos exploradores do dinheiro público. E seu sucessor, seja lá quem for, fará a mesmíssima coisa.
..
Registro meu repúdio ao governo Lula, à sua hipocrisia, ao gasto do dinheiro do povo para sustentar empresários e banqueiros e à falência do Brasil, um país que, apesar da massiva propaganda governamental que nos faz pensar que vivemos na Suécia, apresenta uma realidade comparável à do Haiti, em grande parte, e sofre com a falta de educação, saúde, saneamento básico, segurança pública.
.

Amigos para sempre...

Nenhum comentário:

Marcadores

Comportamento (719) Mídia (678) Web (660) Imagem (642) Brasil (610) Política (501) Reflexão (465) Fotografia (414) Definições (366) Ninguém Merece (362) Polêmica (346) Humor (343) link (324) Literatura (289) Cristianismo (283) Maya (283) Sublime (281) Internacional (276) Blog (253) Religião (214) Estupidez (213) Português (213) Sociedade (197) Arte (196) La vérité est ailleurs (191) Mundo Gospel (181) Pseudodemocracia (177) Língua (176) Imbecilidade (175) Artigo (172) Cotidiano (165) Educação (159) Universidade (157) Opinião (154) Poesia (146) Vídeo (144) Crime (136) Maranhão (124) Livro (123) Vida (121) Ideologia (117) Serviço (117) Ex-piritual (114) Cultura (108) Confessionário (104) Capitalismo (103) (in)Utilidade pública (101) Frases (100) Música (96) História (93) Crianças (88) Amor (84) Lingüística (82) Nojento (82) Justiça (80) Mulher (77) Blábláblá (73) Contentamento (73) Ciência (72) Memória (71) Francês (68) Terça parte (68) Izquerda (66) Eventos (63) Inglês (61) Reportagem (55) Prosa (54) Calendário (51) Geléia Geral (51) Idéias (51) Letras (51) Palavra (50) Leitura (49) Lugares (46) Orkut (46) BsB (44) Pessoas (43) Filosofia (42) Amizade (37) Aula (37) Homens (36) Ecologia (35) Espanhol (35) Cinema (33) Quarta internacional (32) Mudernidade (31) Gospel (30) Semiótica e Semiologia (30) Uema (30) Censura (29) Dies Dominicus (27) Miséria (27) Metalinguagem (26) TV (26) Quadrinhos (25) Sexo (25) Silêncio (24) Tradução (24) Cesta Santa (23) Gente (22) Saúde (22) Viagens (22) Nossa Linda Juventude (21) Saudade (21) Psicologia (18) Superação (18) Palestra (17) Crônica (16) Gracinha (15) Bizarro (14) Casamento (14) Psicanálise (13) Santa Casa de Misericórdia Franciscana (13) Carta (12) Italiano (12) Micos (12) Socialismo (11) Comunismo (10) Maternidade (10) Lêndias da Internet (9) Mimesis (9) Receita (9) Q.I. (8) Retrô (8) Teatro (7) Dããã... (6) Flamengo (6) Internacional Memória (6) Alemão (5) Latim (5) Líbano (5) Tecnologia (5) Caninos (4) Chocolate (4) Eqüinos (3) Reaça (3) Solidão (3) TPM (2) Pregui (1)

Arquivo