Creio que não existe nada de mais belo, de mais profundo, de mais simpático, de mais viril e de mais perfeito do que o Cristo; e eu digo a mim mesmo, com um amor cioso, que não existe e não pode existir. Mais do que isto: se alguém me provar que o Cristo está fora da verdade e que esta não se acha n'Ele, prefiro ficar com o Cristo a ficar com a verdade. (Dostoievski)

FAÇA COMO EU: VISITE O BLOG DELES, E SIGA-OS TAMBÉM! :)

14 de ago de 2007

Manuel Bandeira [3]

Sagrado e profano

Num poema bastante conhecido, o pernambucano Manuel Bandeira (1886-1968) definia-se como "poeta menor". Modéstia pura. Além de ter sido criador de uma poesia coloquial e profunda ao mesmo tempo, e de ter marcado autores como Carlos Drummond de Andrade, Bandeira também era useiro de diversas modalidades poéticas, do soneto ao epigrama. Sua temática também era variada, prova deste Poemas Religiosos e Alguns Libertinos. Publicado originalmente nos anos 80, o livro é uma antologia de duas grandes vertentes poéticas desse autor: os poemas muitas vezes evocativos de uma religiosidade católica à brasileira e aqueles que tratam de orgias e a busca por uma alegria total, de corpo e alma. Um Bandeira de espírito e carne.

Poemas Religiosos e Alguns Libertinos
Manuel Bandeira
Cosac Naify
122 págs., 42 reais

Fonte: revista Vida Simples, agosto/2007, ed. 56, p. 75.

2 comentários:

Adilson Jardim disse...

Olá, Maya, curioso como alguns dos autores sobre os quais você comenta, eu gosto, a exemplo da Youcenar e Bandeira. Adorei saber a informação sobre esse livro de Bandeira, de cujos poemas eu só conheço uma quadra. Se puder, visite meu blog, também. Sou formado no mestrado em Teoria Literária, pela UFPE, mas falo de tudo por lá. Abraço.

Maya disse...

Oi, Adilson, que prazer tê-lo aqui em meu blog. Vou visitar, sim, o seu espaço, com alegria. Amo Literatura, mas minha "onda" é Lingüística... Um abraço, volte sempre.

Mayalu

Marcadores

Comportamento (719) Mídia (678) Web (660) Imagem (642) Brasil (610) Política (501) Reflexão (465) Fotografia (414) Definições (366) Ninguém Merece (362) Polêmica (346) Humor (343) link (324) Literatura (289) Cristianismo (283) Maya (283) Sublime (281) Internacional (276) Blog (253) Religião (214) Estupidez (213) Português (213) Sociedade (197) Arte (196) La vérité est ailleurs (191) Mundo Gospel (181) Pseudodemocracia (177) Língua (176) Imbecilidade (175) Artigo (172) Cotidiano (165) Educação (159) Universidade (157) Opinião (154) Poesia (146) Vídeo (144) Crime (136) Maranhão (124) Livro (123) Vida (121) Ideologia (117) Serviço (117) Ex-piritual (114) Cultura (108) Confessionário (104) Capitalismo (103) (in)Utilidade pública (101) Frases (100) Música (96) História (93) Crianças (88) Amor (84) Lingüística (82) Nojento (82) Justiça (80) Mulher (77) Blábláblá (73) Contentamento (73) Ciência (72) Memória (71) Francês (68) Terça parte (68) Izquerda (66) Eventos (63) Inglês (61) Reportagem (55) Prosa (54) Calendário (51) Geléia Geral (51) Idéias (51) Letras (51) Palavra (50) Leitura (49) Lugares (46) Orkut (46) BsB (44) Pessoas (43) Filosofia (42) Amizade (37) Aula (37) Homens (36) Ecologia (35) Espanhol (35) Cinema (33) Quarta internacional (32) Mudernidade (31) Gospel (30) Semiótica e Semiologia (30) Uema (30) Censura (29) Dies Dominicus (27) Miséria (27) Metalinguagem (26) TV (26) Quadrinhos (25) Sexo (25) Silêncio (24) Tradução (24) Cesta Santa (23) Gente (22) Saúde (22) Viagens (22) Nossa Linda Juventude (21) Saudade (21) Psicologia (18) Superação (18) Palestra (17) Crônica (16) Gracinha (15) Bizarro (14) Casamento (14) Psicanálise (13) Santa Casa de Misericórdia Franciscana (13) Carta (12) Italiano (12) Micos (12) Socialismo (11) Comunismo (10) Maternidade (10) Lêndias da Internet (9) Mimesis (9) Receita (9) Q.I. (8) Retrô (8) Teatro (7) Dããã... (6) Flamengo (6) Internacional Memória (6) Alemão (5) Latim (5) Líbano (5) Tecnologia (5) Caninos (4) Chocolate (4) Eqüinos (3) Reaça (3) Solidão (3) TPM (2) Pregui (1)

Arquivo