Creio que não existe nada de mais belo, de mais profundo, de mais simpático, de mais viril e de mais perfeito do que o Cristo; e eu digo a mim mesmo, com um amor cioso, que não existe e não pode existir. Mais do que isto: se alguém me provar que o Cristo está fora da verdade e que esta não se acha n'Ele, prefiro ficar com o Cristo a ficar com a verdade. (Dostoievski)

FAÇA COMO EU: VISITE O BLOG DELES, E SIGA-OS TAMBÉM! :)

29 de set de 2007

Ela disse que ela disse...

Uma amiga minha me disse, outro dia, que a maioria dos homens que têm blog (ou site do tipo "eu e minhas coisinhas") é, mesmo, homossexual. Ela me disse isso em tom de confidência -- uma grande descoberta, pra ela -- porque essa era uma revelação feita por uma senhora de tal que ela conhecera e que era era psicóloga, ou sexóloga, ou socióloga, não me lembro bem, e isso pra ela dava uma credibilidade sólida ao argumento. Seria mais uma "Lêndia da Internet"? Não respondi à minha amiga, de imediato, se achava que a teoria era válida e digna de investigação científica ou não. Mas fiquei pensando no porquê da assertiva.

É verdade que o discurso de todos -- todos -- os que fazem blog é incontivelmente narcisista. São pessoas que querem se afirmar, se mostrar, se expor, requerer o "OK" do outro para validar suas próprias noções acerca de seu valor. Mesmo os que aparentemente se desprezam -- "Ah, eu não sou nada, fulano é que é..." o fazem sob uma perspectiva completamente "me ame, me ame, me ame, por favor...". Há alguns que ficam deprimidos quando poucos visitam seus blogs e ninguém comenta sobre seus textos. Não lhes basta a aprovação da família, dos amigos, dos vários círculos sociais nos quais estão inscritos. É necessária, e muito, essa aprovação coletiva e virtual, que vem principamente dos que eles não conhecem pessoalmente. É necessário certo exibicionismo. E esse não vem em forma de corpinho sarado, cabelo impecável, roupa da moda, como o David Beckham. É um exibicionismo "com conteúdo". Isso sim, é o lance. Podem não ser metrossexuais (será que eles também são gays?), mas são blogsexuais. O blog é uma vitrine, e lá eles se mostram como pavões. Textos, citações inteligentes, fotos maravilhosas, músicas interesantes, livros incríveis (que eles já leram, é claro), filmes muito cabeça (que eles já viram, é claro) etc etc etc. São uns portentos, esses caras.

A idéia do narcisismo e do culto à imagem era costumeiramente tida como coisa "de mulher". Mas essa é uma caracterísitica de todos os blogs e, incrivelmente, nos blogs masculinos, fica mais clara a necessidade de se dizer "eu sei, eu conheço", enquanto nos femininos há um perceptível "eu sinto, eu sou" (Nada de investigação, por enquanto estamos no plano da "impressão". Empirismo puro!). Os blogueiros são todos muito apaixonados por sua imagem no espelho, pela imagem que é, provavelmente, não a real, mas a que desejam que tenha crédito.

Mas, e as mulheres? Por que as mulheres têm blogs? Se alguém tiver uma teoria, por favor, me diga. Essa eu não consegui decifrar ainda. Coisa interessante, também, é conversa entre mulheres. Entre nós falamos de coisas que os homens não têm acesso, jamais. Definitivamente, é um "infinito particular", como diz a Marisa Monte. E ai dos que se atrevem a tentar entender, é uma piração.

Bom, de volta aos homens e seus blogs maravilhosos... Aliás, tenho que confessar que os blogs dos homens são muito melhores que os da mulheres (em geral, em geral...). Amiga(o) leitora(or), pode começar a comparar. Você vai me dar razão. Aliás, se algum dos caras que tem blog ler este texto e quiser me fazer uma confidência a esse respeito, me mande um e-mail. Guardo segredo e respondo (OK, confidências a respeito de como faz seu blog, bem entendido. Amigo, sua vida sexual pertence a você, fale sobre ela com seu psicanalista.).

O assunto renderia muitas linhas, ainda, mas preciso voltar ao planeta Terra que hoje o dia será de muito trabalho. Mas quero retomar o assunto, outra hora. Acho até que vou começar uma análise do discurso dos blogs. E será uma análise tanto lingüística quanto semiológica (grandes unidades...), porque as imagens, cores, formas, tipos de letras, propagandas... isso também significa. As músicas que ando escutando no universo dos blogs idem. Muito significativas. Aliás, às vezes me pergunto por que desde a graduação trabalho com Análise do Discurso. Esse pessoal que fica aí lendo Pêcheux, Orlandi, Maigueneau, Foucault... Bando de bisbilhoteiros, fofoqueiros, não têm nada melhor que fazer além de ficar vendo chifre em cabeça de gado -- é o que me diria D. Sebastião, Rei de Portugal. Vou começar a me incluir fora dessa e mudar de área. Poderia ser veterinária, os bichos são lindos, também, assim como as bichas. E os bichos não têm blog.

Atualmente trabalho com a orientação de uma pesquisa em Análise do Discurso de linha francesa. É a análise do discurso (de algumas amostras) de Martin Luther King, Jr. Taí um homem que eu admiro. Mas, pensando bem, analisar os discursos de blogs é muito mais interessante, que me perdoe o Martin Luther King, Jr. Como diz uma comunidade do Orkut da qual faço parte, "a Semiótica explica tudo!" (Há uma diferença entre Semiótica e Semiologia, mas eu não vou explicar isso hoje, de jeito nenhum...).

Por hoje é só, pessoal! Se der, mais tarde ainda posto coisa nova. Sangue novo!!! Ontem recebi minha primeira revista Ultimato após um longo e tenebroso inverno sem assinar a dita cuja (sim, refiz a assinatura, coloquei-a na minha lista de presentes do Orkut e alguém me fez este regalo-- eu mesma, no caso).

Ósculos, amplexos e complexos.

Beijos, bom sábado!

:)

Nenhum comentário:

Marcadores

Comportamento (719) Mídia (678) Web (660) Imagem (642) Brasil (610) Política (501) Reflexão (465) Fotografia (414) Definições (366) Ninguém Merece (362) Polêmica (346) Humor (343) link (324) Literatura (289) Cristianismo (283) Maya (283) Sublime (281) Internacional (276) Blog (253) Religião (214) Estupidez (213) Português (213) Sociedade (197) Arte (196) La vérité est ailleurs (191) Mundo Gospel (181) Pseudodemocracia (177) Língua (176) Imbecilidade (175) Artigo (172) Cotidiano (165) Educação (159) Universidade (157) Opinião (154) Poesia (146) Vídeo (144) Crime (136) Maranhão (124) Livro (123) Vida (121) Ideologia (117) Serviço (117) Ex-piritual (114) Cultura (108) Confessionário (104) Capitalismo (103) (in)Utilidade pública (101) Frases (100) Música (96) História (93) Crianças (88) Amor (84) Lingüística (82) Nojento (82) Justiça (80) Mulher (77) Blábláblá (73) Contentamento (73) Ciência (72) Memória (71) Francês (68) Terça parte (68) Izquerda (66) Eventos (63) Inglês (61) Reportagem (55) Prosa (54) Calendário (51) Geléia Geral (51) Idéias (51) Letras (51) Palavra (50) Leitura (49) Lugares (46) Orkut (46) BsB (44) Pessoas (43) Filosofia (42) Amizade (37) Aula (37) Homens (36) Ecologia (35) Espanhol (35) Cinema (33) Quarta internacional (32) Mudernidade (31) Gospel (30) Semiótica e Semiologia (30) Uema (30) Censura (29) Dies Dominicus (27) Miséria (27) Metalinguagem (26) TV (26) Quadrinhos (25) Sexo (25) Silêncio (24) Tradução (24) Cesta Santa (23) Gente (22) Saúde (22) Viagens (22) Nossa Linda Juventude (21) Saudade (21) Psicologia (18) Superação (18) Palestra (17) Crônica (16) Gracinha (15) Bizarro (14) Casamento (14) Psicanálise (13) Santa Casa de Misericórdia Franciscana (13) Carta (12) Italiano (12) Micos (12) Socialismo (11) Comunismo (10) Maternidade (10) Lêndias da Internet (9) Mimesis (9) Receita (9) Q.I. (8) Retrô (8) Teatro (7) Dããã... (6) Flamengo (6) Internacional Memória (6) Alemão (5) Latim (5) Líbano (5) Tecnologia (5) Caninos (4) Chocolate (4) Eqüinos (3) Reaça (3) Solidão (3) TPM (2) Pregui (1)

Arquivo