Creio que não existe nada de mais belo, de mais profundo, de mais simpático, de mais viril e de mais perfeito do que o Cristo; e eu digo a mim mesmo, com um amor cioso, que não existe e não pode existir. Mais do que isto: se alguém me provar que o Cristo está fora da verdade e que esta não se acha n'Ele, prefiro ficar com o Cristo a ficar com a verdade. (Dostoievski)

FAÇA COMO EU: VISITE O BLOG DELES, E SIGA-OS TAMBÉM! :)

26 de set de 2007

Caros Amigos [21]

Duas opiniões ilustres e ilustradas:
Laerte e Angeli.

Laerte, desenhista: "É uma idiotice de madame"

Eu me acho medíocre em relação a essa tarefa de analisar se o momento do Brasil é medíocre. Primeiro porque me falta ferramenta pra fazer esse tipo de análise. Medíocre em relação ao quê? Qual período? Anos 1950 talvez? Quer dizer, grande profusão de idéias, Bossa Nova e tal. Mas quem disse que a Bossa Nova é melhor que o rap? O esplendor do Oscar Niemeyer. Mas quem disse que o Niemeyer criou alguma coisa que preste?

Tenho encontrado pessoas preocupadas dentro da literatura, do cinema, dos quadrinhos. Há um movimento de busca. Classificar esse movimento como de mediocridade é meio bater um martelo na cabeça de um monte de gente que está aí sinceramente e h0nestamente buscando caminhos. Talvez a gente possa estar entrando num beco sem saída.

No humor, existem áreas de redundância, de chover no molhado, gente trabalhando com clichê e tal. Mas também existem lampejos e raios de coisas novas. O que o Angeli vem fazendo nas charges me parece absolutamente novo e indicador de direção.

Tem horas que bate um cansaço, uma insatisfação. Meus mestres, fontes, inspirações, essas coisas se esgotaram e saí em busca. Não achei ainda.

Esse momento é o resultado do que sstá acontecendo, na minha vida e no mundo. Mas não vejo como estagnação.

O Cansei é coisa de rico, se reúnem, tomam uns uísques, ligam para o Nizan Guanaes, e pronto: nasceu um movimento. Isso é coisa do d'Urso. Duvido que represente a maioria dos advogados do Brasil. Não é nem golpista, é mediocre demais para ser golpista, é uma idiotice de madame, é coisa de poodle, passa na Hebe. Não é à toa que o cara [João Dória] é o mesmo que fez a Cacherrata em Campos do Jordão. Não tem importância isso não.

Mas também existe uma quantidade de jovens perguntando como é a profissão de cartunista do ponto de vista de segurança, se tem seguro-saúde, como vai ser a aposentadoria. Um garoto de 17, 18 anos, se preocupando com isso é chocante.

Angeli, chargista: "As pessoas estão interessadas em coisas fúteis"


Estar cansado hoje em dia é bem natural. A gente pegou um país que foi aos poucos emburrecendo, ou rapidamente. Um período estranho. Mas acho engraçado a Hebe Camargo, que defendeu o Maluf a vida toda, agora fazer parte da campanha para moralizar alguma coisa. Ao mesmo tempo, essas coisinhas pequenininhas, pela moral, e no passado resultou num golpe, acho isso perigoso.

Eu sigo o blog que reproduz minhas charges e lá tem comentários. Parece que as pessoas estão atônitas. Conseguem enxergar só uma cor. Uma crítica ao Lula, e você é execrado. Uma crítica à direita, e os direitistas te execram. E esquecem o que fiz no dia anterior. Não percebem que não estou ali fazendo campanha nenhuma. Estou fazendo críticas, é a função da charge. Charge a favor nem existe. É gozado. E não é só comigo que acontece.

Não sei o que a esquerda quer e o que a direita está querendo. Essa gana aparecia em épocas de eleição, só que agora parece que dura mais. O Fora Lula, um absurdo, ele foi eleito, tem que respeitar, é democracia. O procurador da República denunciou 37 elementos ligados ao governo, quer dizer, as coisas funcionam. Mas parece que do lado oposto, a direita, eles querem em praça pública puxar pela barba o Lula e jogar na fogueira.

Essa elite tem que fazer uma revisão da postura dela para sair à rua para protestar. Uma charge minha falou isso, é como briga de quadrilha. Uma perdeu o espaço e está brigando com outra. Tenho aversão a esse tipo de movimento, muito medo, senhoras de Santana, peruas da Daslu, tudo isso é pra mim o excremento do pensamento político.

Vem de longe, de vícios da ditadura militar, daquela coisa mofada do Sarney, da coisa provinciana do Itamar, do autoritarismo do Collor, misturando tudo dá a política que a gente vive hoje. E contamina a imprensa. As pessoas estão interessadas em coisas fúteis, quem está comendo quem, o novo namorado da menininha que eu nem sei o nome. Sinto isso não só no Brasil, o mundo está medíocre, a reeleição do Bush é um exemplo. E nesse movimento todo incluo a esquerda também, pessoas que hoje são apenas caricaturas da esquerda.

Acho medíocre tudo isso, não leva a uma discussão inteligente, não se discute de maneira inteligente a política.

Textos publicados na revista Caros Amigos ano XI, nº 126, setembro/2007, Angeli na p. 31 e Laerte na p. 34. Ilustrações retiradas da web (ver site).

NOTA: OK, eu amo esses dois. Só acho que o Angeli colocou a questrão do Fora Lula como se isso fosse um pecado capital. Não, não é. Muito bem, o Collor saiu por menos que qualquer escândalo que o Lula nos proporciona. E eu fui pra rua, em BsB, brigar pro Collor sair. Mas, me digam: O que o Lula tem feito, realmente, pra reduzir a imensa desigualdade social do Brasil? Os bancos deixaram de lucrar horrores em cima da raia miúda? Os empresários, a Bolsa, os "investidores"... Estão todos muito bem, obrigado... O "Cansei" é um movimento de egos inflados. Ver o governo Lula como um efetivo fracasso para o povo é uma possibilidade, diante das estatísticas, dos dados, da violência, da natureza morrendo, da concentração de renda -- que não diminuiu -- etc. Sim, em relação à Daslu... eu prefiro a griffe Daspu. Transparência total e legitimidade... Diga não à pirataria, Daslu é pirataria. Daspu é como Havaianas: legítima.
:)

Nenhum comentário:

Marcadores

Comportamento (719) Mídia (678) Web (660) Imagem (642) Brasil (610) Política (501) Reflexão (465) Fotografia (414) Definições (366) Ninguém Merece (362) Polêmica (346) Humor (343) link (324) Literatura (289) Cristianismo (283) Maya (283) Sublime (281) Internacional (276) Blog (253) Religião (214) Estupidez (213) Português (213) Sociedade (197) Arte (196) La vérité est ailleurs (191) Mundo Gospel (181) Pseudodemocracia (177) Língua (176) Imbecilidade (175) Artigo (172) Cotidiano (165) Educação (159) Universidade (157) Opinião (154) Poesia (146) Vídeo (144) Crime (136) Maranhão (124) Livro (123) Vida (121) Ideologia (117) Serviço (117) Ex-piritual (114) Cultura (108) Confessionário (104) Capitalismo (103) (in)Utilidade pública (101) Frases (100) Música (96) História (93) Crianças (88) Amor (84) Lingüística (82) Nojento (82) Justiça (80) Mulher (77) Blábláblá (73) Contentamento (73) Ciência (72) Memória (71) Francês (68) Terça parte (68) Izquerda (66) Eventos (63) Inglês (61) Reportagem (55) Prosa (54) Calendário (51) Geléia Geral (51) Idéias (51) Letras (51) Palavra (50) Leitura (49) Lugares (46) Orkut (46) BsB (44) Pessoas (43) Filosofia (42) Amizade (37) Aula (37) Homens (36) Ecologia (35) Espanhol (35) Cinema (33) Quarta internacional (32) Mudernidade (31) Gospel (30) Semiótica e Semiologia (30) Uema (30) Censura (29) Dies Dominicus (27) Miséria (27) Metalinguagem (26) TV (26) Quadrinhos (25) Sexo (25) Silêncio (24) Tradução (24) Cesta Santa (23) Gente (22) Saúde (22) Viagens (22) Nossa Linda Juventude (21) Saudade (21) Psicologia (18) Superação (18) Palestra (17) Crônica (16) Gracinha (15) Bizarro (14) Casamento (14) Psicanálise (13) Santa Casa de Misericórdia Franciscana (13) Carta (12) Italiano (12) Micos (12) Socialismo (11) Comunismo (10) Maternidade (10) Lêndias da Internet (9) Mimesis (9) Receita (9) Q.I. (8) Retrô (8) Teatro (7) Dããã... (6) Flamengo (6) Internacional Memória (6) Alemão (5) Latim (5) Líbano (5) Tecnologia (5) Caninos (4) Chocolate (4) Eqüinos (3) Reaça (3) Solidão (3) TPM (2) Pregui (1)

Arquivo