Creio que não existe nada de mais belo, de mais profundo, de mais simpático, de mais viril e de mais perfeito do que o Cristo; e eu digo a mim mesmo, com um amor cioso, que não existe e não pode existir. Mais do que isto: se alguém me provar que o Cristo está fora da verdade e que esta não se acha n'Ele, prefiro ficar com o Cristo a ficar com a verdade. (Dostoievski)

FAÇA COMO EU: VISITE O BLOG DELES, E SIGA-OS TAMBÉM! :)

17 de abr de 2009

"não há provas suficientes"


Justiça federal rejeita denúncia contra Timothy Mulholland

Uma das denúncias contra o ex-reitor da Universidade de Brasília Timothy Mulholland foi rejeitada pela Justiça. A 12ª Vara da Justiça Federal entendeu que não há provas suficientes para abrir ação contra Mulholland e outras sete pessoas denunciadas pelo Ministério Público Federal. 

A acusação é de desvio de recursos em um convênio firmado entre a Fundação Nacional de Saúde (Funasa) e a Fundação Universidade de Brasília (FUB) para a elaboração de projetos de melhoria da saúde indígena. A procuradora Raquel Branquinho, responsável pelo caso no MPF, lamentou a decisão do juiz federal Marcus Vinícius Reis Bastos e informou que pode recorrer.

De acordo com a denúncia do Ministério Público, apresentada em setembro do ano passado, a FUB subcontratou a Fundação de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico na Área de Saúde (Funsaúde) e a Editora UnB — que ficariam responsáveis pela gestão do convênio. Essas entidades, por sua vez, teriam feito licitações direcionadas com envio de cartas-convite apenas a determinadas empresas. Três firmas foram citadas pelo MPF: a MI Management Sociedade de Profissionais, LMR Softwares e Consultoria Profissional e a Coopers Instituto Profissional de Consultores Associados. 

Uma auditoria da Funasa mostrou que irregularidades nesses contratos causaram rombos nos cofres públicos. Os desvios alcançaram R$ 5 milhões, de acordo com o levantamento da Fundação Nacional de Saúde. Os gastos foram autorizados por Timothy Mulholland e pelo ex-diretor da Editora UnB, Alexandre Lima — também denunciado pelo Ministério Público Federal. 

Além de Timothy e Lima, foram incluídos no documento do MPF os nomes dos ex-funcionários da Editora UnB Elenilde Maria Duarte e Cláudio de Moraes Machado. Também constam na lista os proprietários das empresas envolvidas: Cleônides de Sousa Gomes, Aline Rhubia Scandiuzzi de Souza, Régis Salomão e Pablo Vieira de Freitas Lima, filho de Alexandre Lima.

Para o juiz Marcus Vinícius Reis Bastos, que rejeitou a denúncia, não ficou comprovado o crime de peculato. “A par de afirmar o desvio de dinheiro dos cofres públicos, pretensamente pulverizado na contratação irregular de empresas privadas para a execução dos serviços sem licitação e em pagamentos feitos a parentes dos dirigentes da FUB e da Funsaúde, a denúncia não expõe as circunstâncias pelas quais teria sido perpetrado o crime de peculato”, justifica o magistrado.

A procuradora Raquel Branquinho informou, por meio da Assessoria de Imprensa do Ministério Público Federal, que lamenta a decisão. Segundo ela, já estão comprovados o peculato e o desvio de verbas públicas. Ela vai analisar se recorre da decisão ou se vai juntar mais elementos de prova à denúncia já apresentada. 

Para os defensores de Timothy, a decisão do juiz Marcus Vinicius Bastos é entendida como uma vitória “importante”. E terá influência sobre outras denúncias contra o ex-reitor da Universidade de Brasília. Segundo o advogado Aldo de Campos Costa, a acusação sobre desvio de dinheiro a partir de acordos entre a FUB e a Funasa é correlata à denúncia quanto à porcentagem recebida por uma fundação vinculada à UnB para a formalização de convênios. “Nesta última decisão, o juiz entendeu que o Ministério Público Federal não conseguiu descrever a suposta conduta criminosa dos acusados. Não basta narrar a denúncia, por exemplo, e atribuir a determinadas pessoas sem individualizá-la”, afirmou Costa.

A decisão da Justiça, entretanto, não significa o fim dos processos contra Timothy Mulholland. Ele ainda é acusado de cometer outras irregularidades e seu nome consta em mais duas denúncias do Ministério Público: uma por improbidade administrativa e um processo criminal. Mulholland é acusado de desviar dinheiro recolhido de uma suposta taxa administrativa do convênio entre a Funasa e a UnB para o pagamento de viagens, organização de jantares e compra de canetas Mont Blanc. Além disso, ele foi denunciado por autorizar o gasto de R$ 470 mil para mobiliar a cobertura funcional de luxo que ocupava — o que culminou com sua renúncia.

***

COLABORAÇÃO: Olavo de Carvalho

 

Nenhum comentário:

Marcadores

Comportamento (719) Mídia (678) Web (660) Imagem (642) Brasil (610) Política (501) Reflexão (465) Fotografia (414) Definições (366) Ninguém Merece (362) Polêmica (346) Humor (343) link (324) Literatura (289) Cristianismo (283) Maya (283) Sublime (281) Internacional (276) Blog (253) Religião (214) Estupidez (213) Português (213) Sociedade (197) Arte (196) La vérité est ailleurs (191) Mundo Gospel (181) Pseudodemocracia (177) Língua (176) Imbecilidade (175) Artigo (172) Cotidiano (165) Educação (159) Universidade (157) Opinião (154) Poesia (146) Vídeo (144) Crime (136) Maranhão (124) Livro (123) Vida (121) Ideologia (117) Serviço (117) Ex-piritual (114) Cultura (108) Confessionário (104) Capitalismo (103) (in)Utilidade pública (101) Frases (100) Música (96) História (93) Crianças (88) Amor (84) Lingüística (82) Nojento (82) Justiça (80) Mulher (77) Blábláblá (73) Contentamento (73) Ciência (72) Memória (71) Francês (68) Terça parte (68) Izquerda (66) Eventos (63) Inglês (61) Reportagem (55) Prosa (54) Calendário (51) Geléia Geral (51) Idéias (51) Letras (51) Palavra (50) Leitura (49) Lugares (46) Orkut (46) BsB (44) Pessoas (43) Filosofia (42) Amizade (37) Aula (37) Homens (36) Ecologia (35) Espanhol (35) Cinema (33) Quarta internacional (32) Mudernidade (31) Gospel (30) Semiótica e Semiologia (30) Uema (30) Censura (29) Dies Dominicus (27) Miséria (27) Metalinguagem (26) TV (26) Quadrinhos (25) Sexo (25) Silêncio (24) Tradução (24) Cesta Santa (23) Gente (22) Saúde (22) Viagens (22) Nossa Linda Juventude (21) Saudade (21) Psicologia (18) Superação (18) Palestra (17) Crônica (16) Gracinha (15) Bizarro (14) Casamento (14) Psicanálise (13) Santa Casa de Misericórdia Franciscana (13) Carta (12) Italiano (12) Micos (12) Socialismo (11) Comunismo (10) Maternidade (10) Lêndias da Internet (9) Mimesis (9) Receita (9) Q.I. (8) Retrô (8) Teatro (7) Dããã... (6) Flamengo (6) Internacional Memória (6) Alemão (5) Latim (5) Líbano (5) Tecnologia (5) Caninos (4) Chocolate (4) Eqüinos (3) Reaça (3) Solidão (3) TPM (2) Pregui (1)

Arquivo