Creio que não existe nada de mais belo, de mais profundo, de mais simpático, de mais viril e de mais perfeito do que o Cristo; e eu digo a mim mesmo, com um amor cioso, que não existe e não pode existir. Mais do que isto: se alguém me provar que o Cristo está fora da verdade e que esta não se acha n'Ele, prefiro ficar com o Cristo a ficar com a verdade. (Dostoievski)

FAÇA COMO EU: VISITE O BLOG DELES, E SIGA-OS TAMBÉM! :)

6 de fev de 2009

anti-semitismo global: nos tempos modernos, hitler é internacional.


Depois das cenas de morte e destruição em Gaza, das últimas quatro semanas, as próximas e também perturbadoras cenas que passam em nossos televisores (não tanto na mídia brasileira) têm sido as do enfurecido anti-semitismo sendo publicamente e descaradamente mostradas nas ruas de quase todas as cidades do mundo. Por que as polícias da Ucrânia, dos Estados Unidos da América, da Europa, do Canadá, da Nova Zelândia e da Austrália não prendem as pessoas que levam os anúncios que dizem “Morte aos judeus”, “Judeus, voltem para o forno”, e “Hamas, Hamas lancem o gás”? Se os protestos fossem contra os muçulmanos ou qualquer outro grupo, estou certo de que os policiais agiriam diferente. Na Nova Zelândia, turistas israelenses estão sendo banidos de cafés e bares.

Outra dinâmica notável nos protestos foi a presença evidente do espírito de violência em meio aos protestantes, enquanto que em contrapartida vários ajuntamentos pró-Israel foram contidos. Se a multidão anti-Israel nunca tivesse manejado de maneira a impor suas mãos sobre uma pessoa judia, tudo bem. Porém, estou certo de que o frenesi apresentado teve o mesmo significado de morte aos judeus.

Muito mais preocupante do que a ridícula onda de protestos por parte dos anti-semitas, em suas manifestações, é o aumento dos incidentes de violência contra judeus e, também, contra suas propriedades, o que vêm ocorrendo em muitos países. Seguem alguns exemplos:

Dinamarca: Muçulmanos forçam crianças judias a faltarem às aulas... O jornal The Copenhagen Post reportou, no dia 6 de janeiro, que diretores de escolas confirmaram ter recomendado às crianças judias não comparecerem às escolas. Os diretores das escolas, os oficiais da lei e os trabalhadores sociais disseram que o atual conflito em Gaza incentivou os árabes muçulmanos – especialmente os palestinos – a lançarem ofensas contra os judeus. As escolas que possuem um alto índice de descendentes árabes tentam prevenir, com esta medida, as famílias judias sobre o comparecimento de seus filhos à escola. Isto é triste. Ruim! Deixa-me louco. Os ataques aos judeus e às propriedades dos mesmos aumentaram em todos os lugares na Europa, incluindo a Suíça, durante a semana passada. A Europa detém um forte marco de anti-semitismo e de indiferença.

Alemanha: Jovens alemães relataram que oficiais de policia adentraram seus apartamentos, para remover uma bandeira de Israel, tendo por objetivo acalmar os gritos dos protestantes muçulmanos. “Hoje, 10.000 pessoas se manifestaram contra Israel, aqui em minha cidade natal, Duisburg, com o objetivo de expressar sua solidariedade ao Hamas”, disse o escritor desta notícia originalmente postada no blog Muqata. O escritor Informou também que, como resposta, ele e seus amigos, penduraram duas bandeiras grandes de Israel nas janelas de seus apartamentos, que ficam no terceiro andar. “Enquanto a passeata passava por nossa rua, os policiais adentraram nossos apartamentos e removeram a bandeira de Israel. A policia declarou que tal ação foi tomada devido ao fato de vários manifestantes estarem à beira de invadirem nossos apartamentos.” 

Propaganda anti-semita da época do Nazismo (Der Sturmer) foi reportada em panfletos socialistas nacionais, uma nova onda. As manchetes vindas da Alemanha são chocantes, se não esperadas: “Hitler, o Chanceler do Reich!” foi a manchete estampada na capa da Der Angriff, e, caso os leitores tenham alguma dúvida sobre o significado da notícia, podem estudar o comentário do Dr. Joseph Goebbels. Idealizado por um publicitário britânico, um jornal similar ao original da era nazista está sendo reproduzido e vendido no país. A primeira tiragem foi composta pela impressão de 300.000 exemplares e os quiosques em Berlim relataram que as vendas ocorrem de maneira rápida.

Sinagogas Fechadas à força na Indonésia: O estado muçulmano mais povoado do mundo declarou que a única sinagoga da nação foi forçadamente fechada e selada.

"Vamos matar vocês!". Na Turquia, as sinagogas de Izmir foram fechadas, porém, desta vez, sob serias ameaça à segurança. Isso ocorreu após os gritos da multidão, que dizia: “Vamos matar vocês!”, em frente às portas da maior sinagoga da cidade. As sinagogas da Turquia foram alvo de fundamentalistas islâmicos, terroristas e atiradores, incluindo um atentado de dois carros-bomba, que matou 20 pessoas em 2003.

Em Istambul, uma família judia, dona de uma loja local, foi o alvo de outro ataque. Um enorme pôster com a frase “Não comprem aqui, pois esta loja pertence a um judeu” foi colocado sobre a fachada da mesma, enquanto em outra loja pôsteres anunciavam: “Judeus e Armênios não são permitidos, mas cachorros sim.”

Uma fonte turca-judia reportou que Istambul está repleta de pôsteres e painéis com conteúdo anti-Israel, assim como grafites explicítos com os dizeres: “Matem os Judeus”“Mate Israel,” e “Israel não deve continuar existindo no Oriente Médio.” “Sinto um anti-semitismo explicito e o ódio de todas aquelas pessoas” comentou a fonte. "A situação", concluiu a fonte, "está se tornando muito mais perigosa a cada dia.” 

Na África do Norte, um grupo ramificado da Al-Qaeda fez explicitamente uma convocação aos muçulmanos para que atacassem os judeus “onde os encontrassem.” As comunidades judias entre as populações muçulmanas constituem-se nos mais imediatos e óbvios alvos de incitação individuais, tais como as células organizadas pelo Jihad.

FrançaBélgica e Ucrânia têm experimentado um expressivo aumento de ataques anti-semitas desde o inicio da Guerra de Gaza.

França, país berço dos maiores idealizadores anti-semitas e também o berço do anti-sionismo, abrigou os maiores índices de ataques e de abusos contra judeus. Foram carros explodindo contra sinagogas, bandeiras de Israel queimadas em protestos, ameaças constantes de morte e o ódio sendo expresso por grupos neonazistas e por árabes. Em um dos casos três adolescentes atacaram uma garota judia de 15 anos, e aí eu pergunto: o que isso tem a ver com o conflito? O QUE UMA GAROTA JUDIA DE 15 ANOS NA FRANÇA TEM A VER COM A GUERRA EM GAZA? Isso é, claramente, ódio aos judeus! Isso é a expressão de um "Hamas" na França. No país que abriga a maior comunidade árabe e também a maior comunidade judia na Europa os ataques tomaram proporções enormes. Ainda em 14 de janeiro contava-se pelo menos 55 ataques claramente contra judeus, na França, enquanto no mundo inteiro foi contado um total de 250 ataques anti-semitas durante o mês de janeiro. Isso claramente mostra como na França a coisa é um pouco mais séria que no resto do mundo, embora ao redor do mundo não seja tão diferente.

***

Nenhum comentário:

Marcadores

Comportamento (719) Mídia (678) Web (660) Imagem (642) Brasil (610) Política (501) Reflexão (465) Fotografia (414) Definições (366) Ninguém Merece (362) Polêmica (346) Humor (343) link (324) Literatura (289) Cristianismo (283) Maya (283) Sublime (281) Internacional (276) Blog (253) Religião (214) Estupidez (213) Português (213) Sociedade (197) Arte (196) La vérité est ailleurs (191) Mundo Gospel (181) Pseudodemocracia (177) Língua (176) Imbecilidade (175) Artigo (172) Cotidiano (165) Educação (159) Universidade (157) Opinião (154) Poesia (146) Vídeo (144) Crime (136) Maranhão (124) Livro (123) Vida (121) Ideologia (117) Serviço (117) Ex-piritual (114) Cultura (108) Confessionário (104) Capitalismo (103) (in)Utilidade pública (101) Frases (100) Música (96) História (93) Crianças (88) Amor (84) Lingüística (82) Nojento (82) Justiça (80) Mulher (77) Blábláblá (73) Contentamento (73) Ciência (72) Memória (71) Francês (68) Terça parte (68) Izquerda (66) Eventos (63) Inglês (61) Reportagem (55) Prosa (54) Calendário (51) Geléia Geral (51) Idéias (51) Letras (51) Palavra (50) Leitura (49) Lugares (46) Orkut (46) BsB (44) Pessoas (43) Filosofia (42) Amizade (37) Aula (37) Homens (36) Ecologia (35) Espanhol (35) Cinema (33) Quarta internacional (32) Mudernidade (31) Gospel (30) Semiótica e Semiologia (30) Uema (30) Censura (29) Dies Dominicus (27) Miséria (27) Metalinguagem (26) TV (26) Quadrinhos (25) Sexo (25) Silêncio (24) Tradução (24) Cesta Santa (23) Gente (22) Saúde (22) Viagens (22) Nossa Linda Juventude (21) Saudade (21) Psicologia (18) Superação (18) Palestra (17) Crônica (16) Gracinha (15) Bizarro (14) Casamento (14) Psicanálise (13) Santa Casa de Misericórdia Franciscana (13) Carta (12) Italiano (12) Micos (12) Socialismo (11) Comunismo (10) Maternidade (10) Lêndias da Internet (9) Mimesis (9) Receita (9) Q.I. (8) Retrô (8) Teatro (7) Dããã... (6) Flamengo (6) Internacional Memória (6) Alemão (5) Latim (5) Líbano (5) Tecnologia (5) Caninos (4) Chocolate (4) Eqüinos (3) Reaça (3) Solidão (3) TPM (2) Pregui (1)

Arquivo