Creio que não existe nada de mais belo, de mais profundo, de mais simpático, de mais viril e de mais perfeito do que o Cristo; e eu digo a mim mesmo, com um amor cioso, que não existe e não pode existir. Mais do que isto: se alguém me provar que o Cristo está fora da verdade e que esta não se acha n'Ele, prefiro ficar com o Cristo a ficar com a verdade. (Dostoievski)

FAÇA COMO EU: VISITE O BLOG DELES, E SIGA-OS TAMBÉM! :)

30 de ago de 2009

vamos orar. muito pode, pela sua eficácia, a oração do justo...


Hoje visitei uma igreja presbiteriana perto de minha casa. A predicação do pastor, baseada em Hebreus 11, ressaltou a importância de não perdermos a visão das promessas de Deus em nossas vidas. Às vezes desanimamos, e o caminho nos parece duro demais, pesado demais. Podemos cair no meio do caminho. É preciso renovar a nossa fé, e guardar as palavras de esperança da Bíblia a despeito das dificuldades e circunstâncias enfrentadas, pois aquele que prometeu é fiel para cumprir.
Disse também o pastor, que trabalha com crianças numa favela de Niterói, que a igreja deve sair de si mesma. Lembrou a origem da palavra, que no grego aponta para este doar-se constante que deve ser a vida do fiel em Cristo. Mais ainda: o pregador ressaltou a importância de cada um ser, lá onde está, um missionário. De orar. De ter fé suficiente para acreditar que a oração do justo é eficaz e pode muito. Também inquiriu a igreja sobre a importância de, neste momento, estarmos orando pelo Senado, pela Câmara Federal, crendo que nossas orações podem mover coisas concretas no mundo real. “Se nós, igreja, estivéssemos orando pelo nosso país, a situação não seria hoje diferente do que é?”, perguntou ele. E disse muitas coisas ainda.

Fui renovada por uma predicação que se volta para os problemas de nosso país, para a importância de a igreja tomar para si a responsabilidade de interceder a fim de que a mão do Senhor se mova sobre nossa Nação. O pastor trouxe estatísticas, números e fatos aterradores. Dados sobre a violência no Rio de Janeiro, comentários colhidos na internet, retratos de desesperança e medo. Só no Rio de Janeiro, são cerca de 700 favelas. Recentemente, eu soube que o Brasil assumiu o primeiro lugar, em todo o mundo, na classificação de país mais corrupto.
Será que há alguma relação entre a corrupção do Senado e as favelas? E as milhares de pessoas mortas todos os dias por armas de fogo? Será que há alguma correlação entre o fato de que a Igreja evangélica no Brasil, raras exceções, nos últimos anos tem se voltado para si mesma e a prosperidade pessoal de seus membros e se esquecido de interceder pelo nosso país, para que o Senhor nos dê governantes no mínimo honestos e piedosos?
O Senhor tem falado ao meu coração, e eu tenho chorado muito, e me emocionado, e clamado, orando e jejuando, para que haja mudança de fato no Brasil. Alguém hoje observou que eu choro muito. É verdade. Sou constantemente quebrantada pelo fato de que o mundo perece sem ter verdadeira paz e felicidade, e que a Igreja de Deus se move para muito longe de ser, para este mundo, uma reserva de paz e de felicidade.
Neste sentido, há no meu coração uma indignação com a injustiça e o mal que têm se abatido sobre o país. Outro dia, em uma reunião de grupo familiar da igreja metodista onde tenho me congregado, não mais pude encarar normalmente o fato de que os pedidos de oração, sem exceção, jamais têm como objeto o Brasil e suas graves dificuldades, o Estado do Rio de Janeiro, a cidade de Niterói, o bairro de Icaraí. Considero justo que oremos por nós mesmos, por nossos familiares e amigos, mas não considero normal que nada mais ocupe nosso coração além de um individualismo que nos cega para a mão estendida do próximo e o mal que deve ser combatido em oração e em ações. Num mundo em que a própria igreja sofre terríveis perseguições em países como a Índia e a China, e num país onde um terço da população vive abaixo da linha da pobreza, não pode ser normal que os filhos de Deus se concentrem apenas em si mesmos.
Sei que muitos me consideram excessiva, muitas vezes. Como posso mudar minha personalidade, barroca de nascença? É verdade, sou impetuosa. Fazendo aqui um mea culpa aos que, nestes últimos dias, se assustaram com minha impetuosidade, devo reconhecer que em muito devo ser aperfeiçoada e mudada pelas mãos do Senhor. Amo com sinceridade, me entusiasmo aguerridamente e sou voluntariosa. Deus precisa trabalhar em mim, também. Sei que preciso ser mais e mais quebrada e moldada pelo Espírito Santo. Minha personalidade, forte, carrega ao mesmo tempo uma alma sensível e ávida de Justiça. Isso pode ser muito bom e também muito ruim. Sou emotiva, fleumática e terrivelmente sincera. É preciso que eu seja também comedida, suave, controlada, mesmo quando pesa sobre mim o mais agudo sentimento de inconformidade com este mundo.
Em relação ao drama que vive o Brasil, tenho me derramado diante do Senhor. Outro dia, no Centro de Niterói, vi uma mulher muito magra, enrolada em trapos, e uma criança com ela, empurrando uma carroça muito grande, dessas de catadores de papel. A criança deveria ter uns seis anos. A mulher, ao ver em um canto de um prédio um cobertor enrolado junto a outros pertences, possivelmente de um morador de rua, pegou-o para si. Nessa hora, ela olhou para mim e colocou o dedo nos lábios, como que me pedindo segredo sobre o furto cometido. Mais uma vez caí em mim. Entrei no ônibus, sentei-me junto à janela e senti o choro vir sem ter como impedi-lo. Não há cena de miséria e degradação humana que eu consiga ver com normalidade. Não há estado de pobreza e sofrimento que não me abale. Vendo o luxo em que vivem os senadores, suas mansões, e o cinismo de José Sarney, ao tentar explicar que não era culpado das onze acusações de corrupção que sofreu, lesando o povo pobre deste país, entendi o quanto os evangélicos, clamando por prosperidade pessoal e por si mesmos, frequentemente estão distantes dos ideias do Reino de Deus e de sua Justiça.
Comecei a participar do Movimento Fora Sarney com meu coração cheio de dor, de questionamentos sobre a situação do Brasil. Pagamos impostos e não vemos de fato a estrutura injusta de miséria desta Nação ser modificada. Nosso salário mínimo é um dos mais baixos da América Latina. A impunidade é tanta que é mais fácil alguém ser preso por não pagar pensão alimentícia que por matar um ser humano. No curso desta caminhada, já tendo participado de três manifestações e integrando a comissão organizadora do Movimento aqui no Rio, entendo que a vontade do Senhor vai além de retirar José Sarney do cargo de Presidente do Senado, ainda que seja da vontade de Deus, sim, a presença de pessoas de bem, de homens e mulheres honestos e dignos em todos os estratos de direção no Brasil.
Entendi, ao longo desse período, que é preciso clamar por uma ampla Reforma Política, que faça cessar os privilégios que não condizem com a realidade de nosso país e são absolutamente desnecessários para o funcionamento da República. É preciso reformar as leis que regem o funcionamento dos Poderes.
No final das contas, entendo que o povo que se chama pelo nome do Senhor, povo de Deus, precisa clamar por seu País agora, neste momento, orando e jejuando, porque vivemos dias de muita dor e trevas profundas nos mais altos escalões do poder. O reflexo disso se dá nos índices de violência, de miséria, na ausência do Poder Público em áreas fundamentais como segurança, saúde e educação. Na equipe de Coordenação do Movimento Fora Sarney do Rio de Janeiro, eu descobri, somos em torno de sete evangélicos, de diferentes denominações. Em nossas conversas, entendemos que há um chamado de Deus para que nesta hora clamemos sinceramente ao Pai a fim de que sua mão se mova em prol da Justiça e da Verdade neste país. Às vésperas de um ano eleitoral, o povo de Deus precisa se dar conta de sua responsabilidade – não somente a de votar, mas a de interceder para que a vontade do nosso Deus, que é bom e justo, seja feita, nessas eleições.
Por isso, convido a todos os que lêem este texto agora a se juntar a nós em jejum e em oração, nesta segunda-feira 31/08/2009, e a clamar para que o Reino de Deus e sua Justiça venham sobre nós. Vamos orar para que todo mal, todo cinismo, toda mentira, toda desonestidade, impiedade, desonra e opressão sejam exterminados do Senado, da Câmara, da Presidência da República, do Poder Judiciário. Oremos especialmente pelo Senado Federal, pois ele está tomado, integralmente, por pessoas que, tendo sido eleitas para ajudar o povo, dele zombam e, em detrimento de sua opinião, prosseguem a praticar o mal, com sua imoralidade à luz e sua injustiça às claras.
Às 14h desta segunda-feira, 31/08/2009, junte-se a nós. Estaremos orando e entregando nosso jejum, pelo Brasil, e pedindo a Deus que Ele tenha misericórdia de todos nós.


na reunião da coordenação, dias antes da manifestação


dia 29/08, em Copacabana.




o lugar do sarney é na prisão, mas ele está agora dando entrevista na Rede TV! isso é Brasil!














repondo as forças depois, no Madelon, em Copacabana.




o Brasil está fora de foco.

Nenhum comentário:

Marcadores

Comportamento (719) Mídia (678) Web (660) Imagem (642) Brasil (610) Política (501) Reflexão (465) Fotografia (414) Definições (366) Ninguém Merece (362) Polêmica (346) Humor (343) link (324) Literatura (289) Cristianismo (283) Maya (283) Sublime (281) Internacional (276) Blog (253) Religião (214) Estupidez (213) Português (213) Sociedade (197) Arte (196) La vérité est ailleurs (191) Mundo Gospel (181) Pseudodemocracia (177) Língua (176) Imbecilidade (175) Artigo (172) Cotidiano (165) Educação (159) Universidade (157) Opinião (154) Poesia (146) Vídeo (144) Crime (136) Maranhão (124) Livro (123) Vida (121) Ideologia (117) Serviço (117) Ex-piritual (114) Cultura (108) Confessionário (104) Capitalismo (103) (in)Utilidade pública (101) Frases (100) Música (96) História (93) Crianças (88) Amor (84) Lingüística (82) Nojento (82) Justiça (80) Mulher (77) Blábláblá (73) Contentamento (73) Ciência (72) Memória (71) Francês (68) Terça parte (68) Izquerda (66) Eventos (63) Inglês (61) Reportagem (55) Prosa (54) Calendário (51) Geléia Geral (51) Idéias (51) Letras (51) Palavra (50) Leitura (49) Lugares (46) Orkut (46) BsB (44) Pessoas (43) Filosofia (42) Amizade (37) Aula (37) Homens (36) Ecologia (35) Espanhol (35) Cinema (33) Quarta internacional (32) Mudernidade (31) Gospel (30) Semiótica e Semiologia (30) Uema (30) Censura (29) Dies Dominicus (27) Miséria (27) Metalinguagem (26) TV (26) Quadrinhos (25) Sexo (25) Silêncio (24) Tradução (24) Cesta Santa (23) Gente (22) Saúde (22) Viagens (22) Nossa Linda Juventude (21) Saudade (21) Psicologia (18) Superação (18) Palestra (17) Crônica (16) Gracinha (15) Bizarro (14) Casamento (14) Psicanálise (13) Santa Casa de Misericórdia Franciscana (13) Carta (12) Italiano (12) Micos (12) Socialismo (11) Comunismo (10) Maternidade (10) Lêndias da Internet (9) Mimesis (9) Receita (9) Q.I. (8) Retrô (8) Teatro (7) Dããã... (6) Flamengo (6) Internacional Memória (6) Alemão (5) Latim (5) Líbano (5) Tecnologia (5) Caninos (4) Chocolate (4) Eqüinos (3) Reaça (3) Solidão (3) TPM (2) Pregui (1)

Arquivo