Creio que não existe nada de mais belo, de mais profundo, de mais simpático, de mais viril e de mais perfeito do que o Cristo; e eu digo a mim mesmo, com um amor cioso, que não existe e não pode existir. Mais do que isto: se alguém me provar que o Cristo está fora da verdade e que esta não se acha n'Ele, prefiro ficar com o Cristo a ficar com a verdade. (Dostoievski)

FAÇA COMO EU: VISITE O BLOG DELES, E SIGA-OS TAMBÉM! :)

21 de set de 2009

vãs repetições

Tenho que dizer: não aguento mais. Após anos e anos ouvindo sermões que se utilizam sempre da mesma técnica, devo confessar que cheguei ao meu limite. Não sei se foi por ter constatado a pasmaceira e a falta de espírito crítico e de conhecimento que anda dentro das igrejas, não sei se foi por ter compreendido que alguns rituais são vazios em si mesmos, mas o fato é que me dei conta de que minha paciência anda curta mesmo com aqueles pregadores que de cinco em cinco minutos dizem: “Diga para a pessoa que está ao seu lado...”


Outro dia, conversei com um jovem pregador a esse respeito. Perguntei: Por que você diz, o tempo todo, “diga para a pessoa que está ao seu lado...”? Resolvi tomar coragem e questionar o que ninguém mais questiona, a fim de tentar obter alguma resposta. Ele me explicou: “A Bíblia diz que aquilo que você proclamar com seus lábios se torna realidade...”


Isso é muito engraçado... Vejam só: a Bíblia diz que o que nós pedirmos em oração, crendo... Mas onde está, lá, a confissão positiva? A Bíblia não é rasa. Usar um verso bíblico e não contextualizá-lo é má fé ou ignorância. A Palavra também diz muitas outras coisas, e interpretar um verso bíblico sem ligá-lo a todos os outros é correr o risco, num extremo, de justificar até mesmo a poligamia e o homossexualismo.


Primeiro: a oração é atendida segundo a vontade de Deus. Segundo: quem faz as coisas acontecerem não é o homem ou a mulher evangélica, não é a sua “palavra”, repetida, se for o caso, um milhão de vezes, mas Deus, com o seu poder, que tem a misericórdia de ouvir a sua oração e, pelo seu poder, atendê-la.


Acho engraçado alguns evangélicos adeptos da Teologia da Prosperidade virem com essa, de que vão “proclamar”, “decretar”, “ordenar”, e aí tudo vai acontecer. Teologia da Prosperidade é sincretismo [veja o link:  http://tiny.cc/A02mT], e é demoníaca, pois “proclamar” o poder da sua palavra é sincretismo com religiões hindus e orientais [ http://tiny.cc/A02mT], quase sempre, que invadiram o mercado nos anos 80 sob a forma de livros de autoajuda. E, creiam, não é nada além disso. Acho lamentável ir a uma igreja evangélica e ver, aqui e ali, a influência de religiões as mais variadas. Os adeptos da Teologia da Prosperidade estão todos com o pé nas religiões orientais, que mentalizam, acreditam no poder cósmico da palavra positiva etc. Outros, nas igrejas do reteté e na Igreja Universal do Reino de Deus, fazem o sincretismo com as religiões espíritas, sobretudo as de origem africana: é a chamada macumba evangélica. E por aí vai. Não é à toa que Deus disse que é a falta de conhecimento do povo que o faz ser destruído [Os 4:6]. A palavra de qualquer pessoa, em relação a Deus, só é cumprida se Deus, Ele mesmo, assim o desejar. NADA ACONTECE FORA DA VONTADE DE DEUS, PORQUE VOCÊ PROCLAMOU COM SUA BOCA UMA PALAVRA "X" DE FÉ, OU PORQUE VOCÊ MENTALIZOU, OU PROFETIZOU, OU SEI LÁ MAIS O QUÊ. Não é a palavra em si que tem poder, mas aquele que faz todas as coisas, e por meio do qual todas as coisas são feitas e existem. É a palavra dele que trouxe as coisas à existência, não a palavra repetida de modo vão por nós, pecadores remidos unicamente pela graça. Onde está escrito que a vã repetição de qualquer pessoa, por mais bem intencionada que seja, vai funcionar como uma varinha de condão?




Muito bem, ficamos aí. Essa é a justificativa. Hoje, a igreja vive de respostas fáceis e pregações tão rasas quanto um pires, e eu não aguento mais. Os pastores adotam uma postura triunfalista arrogante - que eles dizem ser "autoconfiança" - e não lêem nada, não se informam, apenas chegam ao púlpito cheios de pose e falando besteira atrás de besteira. E há quem os aplauda.




Na Bíblia não há nada disso. Encontre, para mim, você que está lendo este texto, o trecho em que Jesus, pregando, dizia: “Diga para a pessoa que está a seu lado: Bem aventurado...” É claro que não, Jesus não era bobo. Ele sabia que vãs repetições são demoníacas, pois fazem o homem repetir palavras mecanicamente. Em vez de ter o coração cheio do que fala, o homem que se utiliza da confissão positiva tenta encher o seu coração por meio de suas vãs repetições. E, o pior, o pastor que utiliza a técnica não sabe o quanto constrange as pessoas com isso. Os hindus usam bastante as vãs repetições, em seus mantras. Todas as religiões da Nova Era fazem isso, porque acham que a palavra, por si só, tem poder. Onde fica Deus nisso? Fica em lugar nenhum, porque para os hindus, ou para os budistas, ou para quem quer que não seja cristão, Deus fica fora dessa história, o negócio é você repetir, repetir, repetir... E o poder cósmico de suas palavras, - sim, porque as suas palavras têm poder... Vai fazer... Então, “diga para a pessoa que está a seu lado...”


O jovem com que eu falei, surpreso, me disse: “Você é a primeira pessoa que me diz que não gosta disso...”. É claro, eu devo ser a primeira pessoa que rompe o constrangimento geral e tem coragem suficiente para falar de algo que, apesar de incomodar, já virou liturgia nas igrejas evangélicas, assim com o os católicos durante as missas repetem milhares de coisas mecanicamente, ou, quando rezam o terço, repetem dezenas de vezes a oração da Ave-maria ou o Pai nosso. A verdade é que se qualquer pessoa fizer uma consulta franca entre os membros da igreja vai encontrar muitos, mas muitos mesmo, que acham constrangedor e estúpido ter que ficar repetindo “diga para o irmão ao lado...” durante todo o culto. Francamente, eu me sinto uma imbecil ao ter que virar para a pessoa ao lado e repetir palavras que não são minhas; que não refletem meu sentimento; que não saem do meu coração para Deus nem para "a pessoa que está ao meu lado"; que não estão de acordo, muitas vezes, com o que penso e creio; que são meras repetições; que são uma forma de testar o canal [veja o link:  http://tiny.cc/ogEGi] e evidenciam a função fática, nada mais, sendo parte de uma estratégia comunicativa sem ser parte da Bíblia nem do “culto racional” [Rm 12:1]; que compõem a estratégia de pastores que seguem a cartilha da confissão positiva; que são qualquer coisa, menos bíblicas.


Por isso, a partir de hoje eu nunca mais vou repetir nada para a pessoa que está ao lado. Posso orar com ela, posso dizer coisas boas, posso cumprimentá-la. Mas não vou dizer mais nada guiada por essa encenação antibíblica e idiotizante. E acho que vou é mudar de igreja.


***


Niterói, 21/09/2009.

18 comentários:

REV. PAULO SERGIO DA SILVA disse...

Oi Maya, obrigado pelo post!
De fato há um modismo atualmente em muitas igrejas, com esse e outros chavões do tipo: "declare isso, declare aquilo", ou então "amééém igreja???" e há vários outros. São manias que vão se cristalizando, e para alguns pregadores parece que são pretensos sinais de um tipo de "espiritualidade".
Fique firme irmã!
God bless!

Eliseu Antonio Gomes disse...

Mayalu

Nunca gostei deste recurso dos pastores. Parece técnica de oradores que desejam preencher o tempo comprido demais para uma retórica curta.

Sempre que ouço o famigerado "diga isso para a pessoa ao seu lado", se a pessoa for alguém que tenho intimadade, digo-lhe "Deus nos abençoe!". Alguns entendem que está subentendido que desejo dizer "nos abençoe e nos traga pregadores com mensagem consistentes". Se a pessoa for íntima, pergunto: "como vai você, tudo bem?"

Abraço.

Eliseu Antonio Gomes
http://belverede.blogspot.com/

Pb. Juari Barbosa disse...

Paz do Senhor, parabens por seu comentário feliz, temos que ser taxativos contra essa nova onda que invade nossas igrejas, modismos que adentram os umbrais dos templos e ficam, se ninguem combater vamos virar marionetes de "super-pregadores", que dificilmente pregam a Biblia.


Em Cristo,

Pb. Juari Barbosa
Doulos Cristou Iesou
http://juaribarbosa-opregador.blogspot.com/

Paula disse...

Maya, concordo com vc em gênero, número e degrau. Há muito tempo q não cedo a esse fale pro irmão q está ao seu lado. Devem pensar, os pobres, q sou antipática, ou q não sou irmã. Mas cito Jesus: qdo oreis, não useis de vãs repetições, como fazem os gentios, q julgam q pelo muito falar serão ouvidos.
Bjão.

Maya Felix disse...

Rev. Paulo Sérgio,

Um abraço! É uma alegria ter o sr. comentando aqui!

Concordo inteiramente com o seu comentário, vivemos um momento em que a maioria das igrejas mais parece o programa do Chacrinha. Espero que essa fase passe logo.

Volte sempre, o sr. é bem-vindo aqui!

Maya

:)

Maya Felix disse...

Prezado Eliseu,

Olá! É verdade, é enchimento de linguiça... Não tem o que dizer? Lasca um "amééém, irmãos?!" e só aí já são uns três minutos.

Estou fugindo dessas pregações, sabia?

Abraço,

Maya

:)

Maya Felix disse...

Olá, Presbítero Juari,

Obrigada por sua visita e por seu comentário!

Nós, assembleianos, temos que vigiar bastante, não? Há muita confusão entre pentecostalismo e teologia da prosperidade!

Concordo com seu comentário, vamos abrir os olhos!

Abraço,

Maya

Maya Felix disse...

Paula,

Há quanto tempo você não comenta aqui! Milagre! rsrsrs

Bom, então concordamos as duas!

Bjos,

Maya

:)

Anônimo disse...

Seu texto é cheio de informações e um conteúdo muito interessante,trazendo bastante conhecimento científico,mas uma pergunta que fica no ar, por que ao invés de usar o seu blog para divulgar o evangelho que você está defendendo ser o verdadeiro,você critica os políticos,fala mal de igrejas,pois pelo pouco que sei,a Bíblia diz que devemos orar pelos que exercem posição de autoridade e que devemos viver em amor.
"Timóteo 2
1 ADMOESTO-TE, pois, antes de tudo, que se façam deprecações, orações, intercessões, e ações de graças, por todos os homens;
2 Pelos reis, e por todos os que estão em eminência, para que tenhamos uma vida quieta e sossegada, em toda a piedade e honestidade;
3 Porque isto é bom e agradável diante de Deus nosso Salvador,
4 Que quer que todos os homens se salvem, e venham ao conhecimento da verdade."
I Corintios 12:31 e 13:1
"31 Portanto, procurai com zelo os melhores dons; e eu vos mostrarei um caminho mais excelente.
AINDA que eu falasse as línguas dos homens e dos anjos, e não tivesse amor, seria como o metal que soa ou como o sino que tine."
Poderia está investindo seu tempo e blog para divulgar matérias que levariam pessoas á salvação,e não outros cristãos a vãs discussões.
Tito 3:9 :
" Mas não entres em questões loucas, genealogias e contendas, e nos debates acerca da lei; porque são coisas inúteis e vãs.
10 Ao homem herege, depois de uma e outra admoestação, evita-o,
11 Sabendo que esse tal está pervertido, e peca, estando já em si mesmo condenado."
Usemos a internet para a pregação do evangelho!

Maya Felix disse...

Anônimo,

A resposta a suas indagações eu resolvi postar não aqui nos comentários, mas numa postagem própria, onde também reproduzi seu texto. Creio que seu pensamento é o de muitos evangélicos, e acho interessante colocá-lo em relevo.

um abraço,

Maya

Anônimo disse...

você ainda não saiu da igreja que tu tá malhando não???? Que falta de personalidade em!!!!

Anônimo disse...

você ainda não saiu da igreja que tu tá malhando não???? Que falta de personalidade em!!!!

Maya Felix disse...

Êêê, "anônimo"...

Primeiro, eu não estou "malhando" igreja nenhuma; segundo, acho que você deveria, na falta de argumentos, ficar calado; terceiro, criticar uma teologia demoníaca não é, de modo algum, "malhar uma igreja"; quarto, eu falo de um pensamento vigente em muitas igrejas, que afeta milhões de pessoas, e não de uma "igreja" específica. E quinto: vá ler a Bíblia, anônimo, e pare de se esconder atrás de "anônimo". Isso é feio, sabia?

Maya

Maria disse...

Vamos por parte, igual Jack estripador:

Primeiro: eu não estou me escondendo, somente na hora de enviar não sabia onde colocar meu nome.
Segundo: sou mulher,
Terceiro: Você não me conhece, do que adianta colocar meu nome então?
Quarto: se colocar o nome de Igreja não é malhar, não sei que nome você dá a isso.
Quinto: argumentos? tenho de sobra, mas não tenho tempo para essas abobrinhas, ou qq coisa desse tipo.
Sexto: você é muito grossa
Sétimo: vou seguir sua sugestão, vou ler mais a Bíblia
Oitavo: Espero que você continue a postar as respostas
Nono: Você deveria se converter de seus maus caminhos
Décimo: E pedir perdão a todos que já magoou com esse seu jeito duro de ser

Maya Felix disse...

Olá, Maria,

Convenhamos, "Maria" existem muitas, então Maria, João ou José são a mesma coisa. É como colocar um "anônimo" mais incrementado, não é? Então, não vou questionar sua identidade, mas também não posso deixar de duvidar se você é "Maria" e se é quem diz ser.

Bom, pelo que me conste eu não coloquei nome de igreja nenhuma aqui. Onde você leu esse nome?

No mais, "Maria", se você tem argumentos, exponha-os. Se não tem tempo para essas "abobrinhas", não deveria nem ter postado aqui, certo?

Quanto ao fato de eu ser grossa, "Maria", acredite, estou apenas retribuindo a sua postagem, que consegue, em duas linhas, dizer que eu estou "malhando" uma igreja cujo nome não está escrito aqui e afirmar que eu não tenho personalidade. É claro que você me conhece, e provavelmente não se chama "Maria", pois pressupõe que eu ainda não saí de uma igreja que eu não critiquei - critiquei um estilo de pregação, que invadiu a igreja.

No mais, Maria, agradeço por vc me exortar para que eu me converta de meus maus caminhos. Nunca é demais que todo cristão examine a si mesmo, não é? A recíproca é verdadeira.

Para terminar, eu devo confessar que acho estranho você não me conhecer e afirmar que eu devo "pedir perdão a todos os que eu já magoei com este meu jeito duro de ser". Tenha dó, "Maria".

Bom, aí está sua resposta publicada. No próximo comentário, "Maria", diga seu sobrenome, seu Estado, sua cidade, sua igreja. É bem possível que eu conheça você.

Maya

Nabarro, Charles disse...

Olá Maya,

Parabéns pelo post! Apenas para acrescentar, na verdade, os pastores apoiam-se na passagem de Isaías 55:11: Assim será a palavra que sair de minha boca, não voltará para mim vazia, antes fará o que me apráz e prosperará naquilo para que a enviei.
Na verdade, a palavra de Deus é sempre verdadeira e fiel, então a palavra que sai de nossa boca,não volta vazia nunca, seja quando bendizemos seja quando amaldiçoamos. (mas isto eles não dizem). Mas a questão toda é que, também esquecem de dizer que não adianta alguém pronunciar algo que está em desacordo com a palavra de Deus, esperando que Deus realizará seus desejos como o gênio da lâmpada. Assim, temos um batalhão de "cristãos"???? sem carteira de habilitação pronunciando a conquista do carro novo(para bater no primeiro poste?)... Ou cristão , que não gosta de trabalhar, de mover uma palha, pronuncia a conquista de uma casa de praia (para ficar mais ocioso ainda?)... Enfim, total desconexão com a bíblia. Agora, acredito que,se o cristão estiver em comunhão com Deus, orando, jejuando, desviando-se do mal, procurando santificar-se, e tal... Daí então, Deus revelará sua vontade (que nunca está em desacordo com o que já pronunciou) ao coração de um cristão genuíno, e quando este a proferir, sabendo que é a vontade de Deus e portanto o melhor para ele, aí sim Deus operará com toda Sua grandeza. Então vejamos um exemplo prático: Visita-se alguém que está enfermo, fala-se de Jesus para esta pessoa, explicando-lhe toda Sua obra salvadora. Então, esta pessoa mesmo aceitando ouvir, sente dificuldades de aceitar isto: que Jesus quer curá-la para que Seu nome seja glorificado. Então, sabendo-se que o desejo de nosso Senhor é este, pede-se humildemente ao Espírito Santo que abra o entendimento desta pessoa. Esta por sua vez, entende que Jesus levou sobre si, suas dores e enfermidades, e que se ela crer n'Ele e pedir-lhe fundamentada nesta palavra, será curada, glorificando assim, o nome do Senhor Jesus. Então, ela HUMILDEMENTE, entrega sua vida a Jesus, pede-Lhe perdão pelos pecados e falhas cometidos, etc. etc. e, resumindo, pede-Lhe para curá-la. Então Deus opera o milagre, glorificando o Seu nome sem ferir a Sua palavra verdadeira.

Maya, peço desculpas se escrevi alguma palavra errada, ou se escrevi mau mesmo. Estou morrendo de sono, são 4:05 agora. Mas, não poderia deixar de comentar este post tão maravilhoso, continue assim, se eu soubesse escrever melhor (risos), também adoraria falar de Jesus através de um blog. Quem sabe um dia. Fique com o Senhor Jesus, e que Ele nos abençoe e tenha misericórdia de nós todos, hoje e sempre.

Charles Nabarro - RJ

Atalaia disse...

Olá Maya,tudo bem?Pois é,quando em um comentário seu vc disse:nós assembleianos...;creio que foi aí que a Maria se doeu,ela deve ser assembleiana também.Também "estou"assembleiano(na verdade estou muito pouco),porém aqui em BH.Tenho certeza que ser assembleiano no Rio é bem diferente de sê-lo em Minas,rsrsr.Procurei meu pastor a uns três meses atrás e disse que iria me desligar da bleia,pois já não sou mais bleiano,ele me pediu um mês para orarmos,e já passou esses 30 dias e ele não me procurou para conversarmos,enfim,era melhor ele ter aceito logo meu pedido de desligamento.Já não aguento mais as pregações triunfalistas,ufanistas bleianas,então este vira para seu irmão que está ao seu lado...nem pensar,dá vontade de levantar e ir embora!Para onde vou ??? Não sei,só sei e tenho certeza de onde "não" quero ficar.Já é um começo!Já até avisei à minha família que não sou mais evangélico,que agora sou apenas cristão.
Graça e paz Maya!

Maya Felix disse...

Olá, irmão!

Graça e paz! Pois é, eu não entendi essa irritação da "Maria", ou até acho que entendi... Bom, deixemos essas coisas inúteis e prossigamos para o alvo. Obrigada por sua postagem. Não desista de ser cristão, jamais. Mas avalie e reavalie a igreja em que você está. Ore e peça a direção do Senhor. Os pastores hoje não estão mais comprometidos com Deus. Raros são os que realmente prezam o nome do Senhor que dizem servir.

Um abraço, obrigada por seu comentário.

Maya

Marcadores

Comportamento (719) Mídia (678) Web (660) Imagem (642) Brasil (610) Política (501) Reflexão (465) Fotografia (414) Definições (366) Ninguém Merece (362) Polêmica (346) Humor (343) link (324) Literatura (289) Cristianismo (283) Maya (283) Sublime (281) Internacional (276) Blog (253) Religião (214) Estupidez (213) Português (213) Sociedade (197) Arte (196) La vérité est ailleurs (191) Mundo Gospel (181) Pseudodemocracia (177) Língua (176) Imbecilidade (175) Artigo (172) Cotidiano (165) Educação (159) Universidade (157) Opinião (154) Poesia (146) Vídeo (144) Crime (136) Maranhão (124) Livro (123) Vida (121) Ideologia (117) Serviço (117) Ex-piritual (114) Cultura (108) Confessionário (104) Capitalismo (103) (in)Utilidade pública (101) Frases (100) Música (96) História (93) Crianças (88) Amor (84) Lingüística (82) Nojento (82) Justiça (80) Mulher (77) Blábláblá (73) Contentamento (73) Ciência (72) Memória (71) Francês (68) Terça parte (68) Izquerda (66) Eventos (63) Inglês (61) Reportagem (55) Prosa (54) Calendário (51) Geléia Geral (51) Idéias (51) Letras (51) Palavra (50) Leitura (49) Lugares (46) Orkut (46) BsB (44) Pessoas (43) Filosofia (42) Amizade (37) Aula (37) Homens (36) Ecologia (35) Espanhol (35) Cinema (33) Quarta internacional (32) Mudernidade (31) Gospel (30) Semiótica e Semiologia (30) Uema (30) Censura (29) Dies Dominicus (27) Miséria (27) Metalinguagem (26) TV (26) Quadrinhos (25) Sexo (25) Silêncio (24) Tradução (24) Cesta Santa (23) Gente (22) Saúde (22) Viagens (22) Nossa Linda Juventude (21) Saudade (21) Psicologia (18) Superação (18) Palestra (17) Crônica (16) Gracinha (15) Bizarro (14) Casamento (14) Psicanálise (13) Santa Casa de Misericórdia Franciscana (13) Carta (12) Italiano (12) Micos (12) Socialismo (11) Comunismo (10) Maternidade (10) Lêndias da Internet (9) Mimesis (9) Receita (9) Q.I. (8) Retrô (8) Teatro (7) Dããã... (6) Flamengo (6) Internacional Memória (6) Alemão (5) Latim (5) Líbano (5) Tecnologia (5) Caninos (4) Chocolate (4) Eqüinos (3) Reaça (3) Solidão (3) TPM (2) Pregui (1)

Arquivo